Porto Alegre

JBS doa R$ 2 milhões em equipamentos contra Covid-19 para Prefeitura de Porto Alegre

A Prefeitura de Porto Alegre recebeu do grupo JBS R$ 2 milhões em equipamentos para ações de enfrentamento à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Na manhã desta sexta-feira, 10, o prefeito Nelson Marchezan Júnior reuniu-se com a diretora de Assuntos Corporativos da empresa, Marcela Rocha, que se colocou à disposição e relatou como o grupo vem agindo em relação à pandemia.

Publicidade

Foram doados ao Município aventais e macacões impermeáveis (15 mil), protetores/viseiras faciais (20 mil), máscaras N95/PFF2 (3,5 mil), aventais descartáveis (50 mil), toucas cirúrgicas (250 mil), propés (sapatilhas) descartáveis (150 mil) e máscaras TNT (300 mil).

Marcela disse que a JBS está doando R$ 320 milhões no Brasil para ações em saúde pública, como apoio à ciência e tecnologia e ajuda à população mais vulnerável. O recurso está sendo dividido entre 210 cidades mapeadas, de 18 estados.Além de equipamentos médicos e insumos de proteção pessoal, o auxílio inclui a doação de alimentos.

“O mundo vive uma crise sem precedentes, e a JBS quer continuar a fazer a diferença na vida das pessoas, por meio do apoio aos esforços de enfrentamento à emergência sanitária e à crise social provocadas pela pandemia”, afirma a executiva do grupo. Marcela destaca que a empresa tem cerca de 240 mil funcionários em todo o mundo, dos quais 130 mil no Brasil, e que todos estão recebendo equipamentos de segurança, com o cumprimento dos protocolos recomendados.

Comitês – Para avaliar os projetos e a destinação dos recursos, a empresa criou comitês consultivos, com integrantes independentes. O Comitê Consultivo, que se concentra na compra e distribuição das doações, é presidido por Fernando Andreatta Torelly. Fazem parte também Henrique Sutton de Sousa Neves, diretor geral da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein; Maurício Barbosa, fundador e presidente do Conselho da Bionexo; Mohamed Parrini, CEO do Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre; e Roberto Kalil Filho, presidente do Conselho Diretor do InCor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Já o Comitê de Ciência e Tecnologia define e fiscaliza as doações para os institutos de ciência e pesquisa. Seus integrantes são José Medina Pestana, professor titular da Escola Paulista de Medicina/Unifesp e diretor do Hospital do Rim; Pedro Hallal, reitor da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel); e Sidney Klajner, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Também participaram da reunião os secretários municipais da Saúde, Pablo Stürmer, e de Enfrentamento do Coronavírus, Bruno Miragem.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.