Publicidade
Vale do Sinos

Amvars discute novas flexibilizações para a Região 7

No final da tarde desta terça-feira (15), a Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos – Amvars reuniu o Comitê Técnico da Covid para a Região 7 para debater protocolos que possam ser adotados pelas cidades desta microrregião.

“São temas importantes que precisam ser discutidos tecnicamente tendo em vista a liberação e ressalvas do Estado para adoção de alguns destes protocolos. Lembrando sempre que muito do que foi discutido só poderá ser adotado pela região se ela se mantiver estável em bandeira laranja. Se houver recuo para a bandeira vermelha voltaremos ao nosso sistema de cogestão aprovado pelo Estado do Rio Grande do Sul”, frisou a presidente da entidade Tânia Terezinha da Silva, prefeita de Dois Irmãos.

Publicidade

Segundo ela, a manutenção dos protocolos profiláticos, medidas de distanciamento e cuidados para evitar aglomerações continuam sendo as melhores maneiras para estabilizar e diminuir a curva da pandemia.
Um dos destaques da discussão diz respeito ao retorno de atividades presenciais de alunos em cursos de formação como as aulas práticas em universidades, por exemplo.

Permitidos pelo governo do Estado para regiões com duas semanas de permanência em bandeira laranja, esse tipo de alteração poderá vir a ser adotada na R7 a partir da última terça-feira de setembro, quando as 15 cidades da microrregião já terão cumprido o prazo de permanência de duas semanas na bandeira laranja exigido pelo Estado.

Sob bandeira laranja, a R7 possui cogestão de seu Modelo de Distanciamento Controlado, por isso, adota protocolos próprios já debatidos pelo comitê e liberados pelo Estado para aplicação nas 15 cidades.
A reunião do comitê discutiu protocolos que poderão vir a ser aplicados no modelo de cogestão a partir do dia 29, necessitando ainda serem deliberados pelos prefeitos da região. Confira alguns itens que estão em análise:

  • Possibilitar que as lancherias funcionem como os restaurantes até as 22h
  • Permissão de aulas práticas para cursos universitários e técnicos, conforme prevê o governo do Estado
  • Liberação dos espaços de eventos para que possa promover eventos, obedecendo as mesmas restrições e protocolos impostos aos restaurantes com restrição até as 22h
  • Liberação de esportes coletivo (decisão poderá ser individual por município)

Nenhum dos temas acima será adotado por hora pelos municípios. O que passa a valer a partir de hoje nos municípios é o protocolo de bandeira laranja já validado pelo Estado. Os itens citados acima foram avaliados e liberados para deliberação dos prefeitos, mas só poderão ser adotados se a região se manter por duas semanas seguidas em bandeira laranja.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo