CanoasSaúde

Canoas está autorizada a comprar vacina contra a Covid-19

Sancionada mudança na lei que prevê ao município adquirir a medicação para enfrentamento do coronavírus

A lei que autoriza a aquisição de vacinas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 pela Prefeitura de Canoas (Lei nº 6.433, de 26 de fevereiro de 2021) sofreu alterações. Pela nova redação, fica permitida a compra de imunizantes com registro ou autorização temporária de uso emergencial aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Publicidade

Outra mudança trata do art. 1º da Lei nº 6.433, excluindo o trecho em que se previa a aquisição de vacinas apenas na hipótese de descumprimento, pelo governo federal, do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, ou se não houvesse cobertura imunológica tempestiva e suficiente contra a doença.

“O avanço no plano municipal de imunização possibilitará que um maior número de canoenses esteja protegido da forma mais grave da Covid-19. Com isso, diminuirá consideravelmente o número de internações e a letalidade”, afirma o secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos.

As mudanças constam na Lei 6.439, sancionada pelo prefeito Jairo Jorge em 16 de abril. O objetivo é ampliar o acesso às vacinas pelo município, a partir da aquisição de maior número de doses em um tempo menor, ampliando a velocidade do processo de vacinação em Canoas.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo