Porto Alegre

Passagem de ônibus de Porto Alegre pode aumentar para R$5,20

Comtu aprovou nova tarifa e prefeito deve definir valor até dia 23 de junho

O Conselho Municipal de Transportes de Porto Alegre (Comtu) aprovou, nesta terça-feira, 15, o cálculo da tarifa técnica do transporte público da Capital. O valor aprovado foi de R$ 5,20 e o placar foi de 13 votos favoráveis ao reajuste e 5 contrários.

O relatório será encaminhado ao prefeito Sebastião Melo, que tem até 23 de junho para definir o valor da tarifa, conforme decreto 21.048/2021, de 24 de maio de 2021.

O Comtu trata dos assuntos relativos ao transporte público de Porto Alegre, dos quatro modais, ônibus, táxis, lotação e transporte escolar, e analisa o cálculo de reajuste da tarifa de ônibus. O conselho é constituído por 19 membros que representam a sociedade civil nos seguintes órgãos e entidades:

– Secretaria de Mobilidade Urbana – SMMU;
– Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade – Smamus;
– Procuradoria Geral do Município – PGM;
– Companhia Carris Porto-Alegrense – Carris;
– Empresa Pública de Transporte e Circulação – EPTC;
– Orçamento Participativo – OP;
– Sindicato dos Proprietários de Veículos Escolares – Sintepa;
– Departamento Estadual de Trânsito do RS – Detran/RS;
– Associação dos Transportadores de Passageiros por Lotação de Porto Alegre – ATL;
– Associação dos Transportadores de Passageiros – ATP;
– Brigada Militar – BM;
– Federação dos Trabalhadores Aposentadores e Pensionistas do Estado do Rio Grande do Sul – Fetapergs;-
– Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional – Metroplan;
– Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre – Sintaxi;
– Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte – STETPOA;-
– União das Associações de Moradores de Porto Alegre – Uampa
– União Metropolitana de Estudantes Secundaristas de Porto Alegre – Umespa
– Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul – CREA-RS
– Central Única dos Trabalhadores – CUT-RS

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo