Região Metropolitana

Gravataí terá cartório especializado no atendimento a idosos

Serviço deve iniciar, nesta semana, junto à 1ª Delegacia de Polícia

Nos próximos dias, os moradores de Gravataí vão dispor de um cartório especializado no atendimento a idosos. O anúncio foi feito pelo delegado regional de Gravataí, Juliano Ferreira, no gabinete do prefeito Luiz Zaffalon durante ação alusiva ao Dia Internacional do Idoso, ocorrido em 1º de outubro.

O serviço deve iniciar, nesta semana, junto à 1ª Delegacia de Polícia (DP), localizada no centro da cidade. O anúncio foi acompanhado por representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) e de secretarias do governo municipal.

Segundo Zaffa, essa é “uma grande qualificação no atendimento dos idosos da cidade que sofrem diversos tipos de violência.” Ele lembrou que a Prefeitura de Gravataí, por meio da Assessoria de Políticas Públicas para o Idoso, da Secretaria Municipal da Governança e Comunicação Social (SGCOM) e dos serviços das secretarias da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS) e da Saúde (SMS), assim como o CMDPI, realiza um papel importante na rede de proteção destas pessoas, muitas vezes violentadas pela própria família.

O delegado lembrou que este é um primeiro passo que a Polícia Civil está dando, após receber os pedidos de diversos órgãos ligados à causa. Ele comentou que, atualmente, apenas Porto Alegre e Caxias do Sul possuem uma delegacia especializada para idosos. “Para que o serviço seja efetivo na comunidade, estamos realizando um treinamento com os policiais da 1ª DP e contamos com o apoio de toda a rede de proteção dos idosos para que possamos realizar um bom trabalho”, afirmou o delegado, lembrando que o papel da Brigada Militar (BM) e da Guarda Municipal (GM), também, será de extrema importância, assim como, dos serviços e do Conselho Municipal de Proteção ao Idoso (CMDPI), para que o idoso se sinta confiante para denunciar.

Também participaram do encontro, o secretário da SGCOM, Airton Leal, o secretário da SMFCAS, Luís Stumpf, o assessor de políticas públicas para o idoso Clóvis Evangelista, a coordenadora do Centro de Atenção à Saúde do Idoso Silvia Andrade e a presidente e vice-presidente do CMDPI, Kátia Paim e Marlene Espíndola, respectivamente.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo