Este site usa cookies para fornecer melhor navegação e anúncios relevantes. Se prosseguir vamos entender que está satisfeito com este site. Confira nossa Política de Cookies.
 
Saúde

Doenças reumáticas também atingem crianças e jovens

Artrite, artrose, osteoporose e lombalgias estão entre as doenças mais comuns

As doenças reumáticas também podem atingir crianças e jovens. O alerta é da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), na campanha lançada este mês, considerado período de luta contra estas doenças.

A campanha “Reumatologista. Comprometido até os ossos com seu bem estar” visa desmistificar alguns conceitos errados: a doença reumática não afeta (somente) idosos; acomete qualquer pessoa, de qualquer idade.

“A rapidez na identificação da doença reumática é fundamental e, para isso, o papel do especialista é muito importante para um diagnóstico mais assertivo”, afirmou o presidente da SBR, o médico reumatologista Ricardo Xavier.

Segundo o especialista, as doenças reumáticas podem afetar todas as faixas etárias. “Existe o mito de que as doenças reumáticas, que são popularmente chamadas de reumatismos, é uma coisa de velho, quando na verdade, as doenças reumáticas podem afetar todas as faixas etárias”, enfatiza o médico.

Ele explica que o mais comum nos jovens e nas crianças são as artrites enteropáticas juvenis, “que são as artrites mais definidas até pelo comprometimento que se inicia antes dos 16 anos de idade, compreende também alguns tipos de artrites com diferentes manifestações, mas o principal sintoma é o processo inflamatório na articulação levando a dor, ao inchaço e a rigidez”, diz Xavier.

Existem outras doenças que afetam também os jovens, como o lúpus eritematoso sistêmico. “Pacientes jovens também podem ter quadros de fibromialgia; um outro grupo de doenças são as chamadas doenças autoinflamatórias, onde as crianças podem ter quadros de febres intermitentes, febres cíclicas também associadas com dores nas articulações. Esses provavelmente são os quadros que vemos com mais frequência”.

Doenças reumáticas comuns

Os distúrbios reumáticos compreendem cerca de 120 doenças, entre elas a artrite, a osteoartrose, a osteoporose e as lombalgias. “Também a gente observa na população brasileira o aumento de peso, a obesidade passa a ser um problema, algumas doenças reumáticas estão associadas à obesidade, como uma própria gota, por exemplo, ou piora da osteoartrite de joelhos e quadril pela sobrecarga do peso”, adverte o reumatologista.

Sintomas e tratamentos

O sintoma das doenças reumáticas mais característico é um acometimento com dor e limitação da função nas articulações, mas não é apenas um sintoma, detalha Xavier. “As doenças reumáticas compreendem mais de 120 doenças, tem variados tipos de manifestações que podem ou não ter um comprometimento do que a gente chama de sistema músculo-esquelético, que são músculos, tendões, articulações e os ossos em geral”.

O quadro que caracteriza as doenças reumáticas, que mais leva o paciente ao consultório do reumatologista, é a dor persistente, nota Xavier. “Toda dor nas articulações ou dor em qualquer parte dos membros dos músculos, tendões, ossos, que dure mais de duas a três semanas, é um bom motivo para a gente buscar a atenção médica, se possível com reumatologista”.

“Na maior parte, as doenças reumáticas têm um caráter crônico e persistente. Seus sintomas então podem ser controlados com as diversas terapias”.

O tratamento pode levar um período longo, mas muitas doenças reumáticas entram em remissão. “No caso da gota, claro, vai demandar um uso continuado de medicação, na mesma maneira convencional para hipertensão, ou diabetes, dependendo das diversas doenças. Muitas [doenças] cursam com períodos de exacerbação e de remissão, ou seja, tem períodos em que desaparece e podem às vezes até retornar, mas cada tipo de doença tem uma evolução”, observa o médico.

O médico reumatologista é o mais indicado para tratar as doenças reumáticas, mas, na impossibilidade, o paciente deve procurar um clínico geral ou um ortopedista.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo