Saúde

Varizes podem se intensificar com as altas temperaturas

As varizes muitas vezes despertam mais incômodos durante o verão, e essa sensação não se restringe aos aspectos estéticos, já que esta é estação de roupas mais casuais, com uso de shorts, saias e vestidos, mas também porque o período, marcado por um clima mais quente, pode agravar o quadro de sintomas.

Publicidade

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), estima-se que o registro de queixas relacionadas às varizes aumentam de 20 a 30% no verão, porque as temperaturas elevadas podem causar a dilatação das veias e, assim, prejudicar o retorno venoso.

De acordo com o cirurgião vascular e membro da SBACV, Dr. Márcio Steinbruch, as veias são responsáveis pela drenagem do sangue já utilizado no organismo para o coração, e nos membros inferiores, esse trajeto é feito contra a força da gravidade. “Neste caso, é feito com o auxílio da panturrilha, musculatura conhecida como coração das pernas, junto às válvulas presentes nos vasos. Mas quando há muita pressão dentro deles pode estimular a dilatação e, assim, surgirem as varizes”, comenta o especialista.

Publicidade

Vasodilatação

No verão, o cirurgião vascular explica que o corpo passa por alguns fenômenos para controlar a temperatura corporal, como a vasodilatação. “Esses processos podem desencadear ou piorar quadros de problemas circulatórios, e é importante reforçar que as varizes não representam riscos apenas à saúde estética, porque podem facilitar o desenvolvimento de outras complicações, como a trombose venosa ou úlceras”, destaca.

Por isso, nesta época do ano é comum perceber uma intensificação dos sintomas relacionados ao problema, como dor e inchaço nas pernas. “Muitas pessoas que já têm histórico de doenças venosas percebem a piora durante os meses mais quentes do ano. Além disso, eu costumo recomendar que quem tem parentes próximos com varizes, ou tenha registro de sensação de peso nos membros inferiores, cansaço, cãibra, ressecamento e coceira na pele, procure um cirurgião vascular para uma consulta preventiva”, destacou Steinbruch.

Para prevenir a intensificação dos sintomas, o Dr. Márcio recomenda o uso de meias elásticas de compressão, com indicação de um especialista, manter as pernas elevadas a um nível acima do coração e evitar ficar muito tempo na mesma posição, seja em pé ou sentado. “É importante aumentar a hidratação e ter cuidado com a alimentação, que deve ser o mais balanceada possível, e, claro, tentar incluir na rotina alguns minutos para fazer alongamentos e praticar exercícios físicos”, finalizou.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo