Novo HamburgoSão LeopoldoVale do Sinos

Chuvas elevam o nível do Rio dos Sinos e tranquilizam população

Situação foi amenizada com as precipitações dos últimos dias, mas estabilização depende de continuidade de chuvas

As chuvas dos últimos dias deram um novo fôlego ao nível do Rio dos Sinos, que vinha ficando abaixo do normal em função da estiagem das últimas semanas, com redução do nível e da vazão das águas. O Consórcio Pró-Sinos, que congrega 28 dos 30 municípios que compõem a bacia hidrográfica – acompanha de perto a situação da região e compartilha informações técnicas com gestores e população.

Conforme medição feita na régua da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) nesta quarta-feira (19), o nível do rio atingiu pouco mais de 2 metros, o que corresponde a uma vazão de 80 metros cúbicos por segundo, volume regular e bastante superior à média da estação. Na terça (18), o nível era de 126 centímetros, enquanto na segunda (17) — antes da chuva — estava em apenas 63 cm. “É claro que essa vazão diminui rapidamente, e serão necessárias novas chuvas para que a situação se mantenha segura. Mas, no momento, não existem motivos para preocupação. No entanto, precisamos manter o uso racional da água”, tranquiliza o diretor técnico do Consórcio, Hener de Souza Nunes Júnior.

Na avaliação do técnico, se as chuvas que já vêm ocorrendo forem regulares e cobrirem toda a região, existe uma possibilidade de o período crítico ser superado com uma disponibilidade de água aceitável. “Chuvas rápidas e intensas causam muitos estragos. Muitas vezes são acompanhadas de granizo, vento e enxurradas. O tempo de ocorrência é insuficiente para reabastecer os depósitos subterrâneos, pouco contribuindo com a disponibilidade de água no solo”, esclarece.

A plataforma do Programa de Monitoramento Espacial do Pró-Sinos contempla dados sobre qualidade da água, acumulado de chuva, nível do rio e vazão, compartilhados por entidades como o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e a ANA. Para acessá-la, clique aqui.

A entidade sinaliza alguns cuidados e boas práticas para evitar o desperdício de água:

  • Evite lavar calçadas, carros, molhar plantas e encher piscinas até a situação normalizar.
  • Acumule a roupa para utilizar a máquina de lavar na capacidade máxima.
  • Ao lavar a louça, feche a torneira. Utilize a água apenas para enxágue.
  • Não deixe a torneira aberta enquanto escova os dentes.
  • Combata vazamentos, mesmo que sejam apenas pingos.
  • Seja rápido no banho e desligue o chuveiro enquanto se ensaboa.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo