Negócios

Pagamentos por PIX e fretes ultra-rápidos são tendência em estratégia de vendas para o Dia das Mães

Neste ano, Dia das Mães deverá movimentar R$14,42 bilhões em volume de vendas em varejo, com consultas em lojas físicas e online.

Em 2022, o volume de vendas em varejo voltadas para o Dia das Mães deverá ser de R$14,42 bilhões, de acordo com estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNS). Já o levantamento da AlliN, Social Miner e Opinion Box indica que 49% dos consumidores brasileiros pretendem pesquisar os itens tanto em lojas físicas, como em lojas online.

Para Jaison Goedert, co-fundador e CEO da Magazord Digital Commerce — startup desenvolvedora de plataforma completa para e-commerce —, neste ano os consumidores buscam por praticidade no pagamento e velocidade na entrega.

Publicidade

“Atendemos mais de 1100 comércios eletrônicos e uma das estratégias que mais atraem os consumidores são pagamentos via PIX e boleto, com descontos especiais para o método. Outro fator decisivo para fechar o pedido é a opção de frete gratuito e/ou ultra-rápido, possibilitando compras de última hora, mesmo no ambiente online”, explica Goedert.

As demandas de métodos de pagamentos digitais e velocidade nos fretes vêm para atender um consumidor cada vez mais adaptado ao online. Em 2019, ainda em um contexto pré-pandemia, o comércio eletrônico brasileiro teve um faturamento de R$ 75,2 bilhões, conforme apontam dados da Neotrust. Dois anos depois, em 2021 e com ampliação na transformação digital, a receita do e-commerce no Brasil cresceu 115% — R$ 161 bilhões.

Publicidade

De lá para cá, a prática de compras online se fundiu à rotina dos brasileiros como uma opção na hora de adquirir um produto. Em datas comemorativas como o Dia das Mães, a tendência do consumidor é priorizar agilidade em todas as etapas da compra.

Velocidade na entrega e ações para um checkout otimizado

A aposta em oferecer mais velocidade na entrega também está no radar do varejo de moda. Lançada pela C&A em abril, a entrega super expressa garante o produto na casa do cliente em até duas horas após a realização do pedido. Para dar suporte à estratégia, a empresa implementou o sistema de gerenciamento de armazém Manhattan Active Warehouse Management nos centros de distribuição.

A implementação da tecnologia, concluída no ano passado, proporcionou uma temporada de black friday com uma taxa de 98% de entregas dentro do prazo. “A agilidade é um dos ativos mais valiosos desse setor e é praticamente impossível alcançá-la sem tecnologia avançada”, comenta Marco Beczkowski, diretor de Vendas e CS da Manhattan Associates.

Alguns cuidados na hora do checkout também podem ser essenciais para o aumento das vendas neste Dia das Mães. Segundo pesquisa da Opinion Box, cerca de 80% das pessoas têm o hábito de abandonar as compras no carrinho nesta reta final. Para driblar o problema, a Appmax, que oferece soluções focadas em maximizar os resultados de empreendedores digitais, desenvolveu um sistema de recuperação e aumento de vendas. “Um time especializado entra em contato com quem passa pelo checkout, buscando recuperar o cliente ou até gerar um upsell, oferecendo produtos adicionais com desconto, por exemplo”, explica a VP de Novos Negócios da startup, Betina Wecker. Outra aposta da Appmax é um sistema antifraude híbrido, que reduz o número de recusas no momento do pagamento. As estratégias são capazes de gerar um aumento de até 110% no faturamento do e-commerce.

Tendência de compra no Dia das Mães em 2022 mantém setor de beleza e moda em alta

Em 2021, a busca do termo “presente dia das mães” online movimentou o setor de beleza, de acordo com uma pesquisa feita pela Similarweb, multinacional de inteligência de mercado. Só no setor de cosméticos, o tráfego gerado foi 423.37% maior para os websites do segmento no mês de abril, comparado ao mês anterior. Já no mercado de joias, as buscas por brincos de prata aumentaram mais de 5.000% entre abril e maio de 2021.

Enquanto os setores de beleza e joias tiveram um resultado expressivo nas buscas online naquele ano, o mercado de eletrônicos permaneceu estável durante o período. “Os consumidores deram preferência a produtos de baixo valor agregado no último dia das mães, e concluímos que, devido à alta da inflação, esse cenário poderá se repetir neste ano”, afirma Davi Waltrick, gestor de Marketing e Insights da Similarweb no Brasil.

Essa análise ressoa com os dados da pesquisa de intenção de compra para a data comemorativa em 2022, realizada pela AlliN, Social Miner e Opinion Box, em que apenas 13% dos consumidores pretendem comprar presentes na categoria de Eletrônicos e Informática. O levantamento também indica que há maior preferência para presentear com itens de Modas e Acessórios (52%), Beleza e Cosméticos (49%), Casa e Decoração (24%), Flores (24%), Joias (22%), dentre outros.

Via
Agência Dialetto
Fonte
Amanda Rosa
Botão Voltar ao topo