NegóciosNotíciasPorto Alegre

Porto Alegre amplia coleta de vidro em bares e restaurantes

Economia Circular: Parceria entre a fabricante de embalagens de vidro, Verallia, e ARCO Resíduos, responsável pela logística na capital do Rio Grande do Sul, é parte do Programa Vidro Vira Vidro.

Em dezembro de 2022, foi firmada a parceria entre Verallia e ARCO Resíduos, que visa a ampliação da coleta de vidro em bares e restaurantes de Porto Alegre/RS. A ação é parte do Programa Vidro Vira Vidro e tem como propósito aumentar a circularidade desse material tão nobre no Brasil.

O programa é liderado pela Verallia, líder europeia e terceira maior produtora de embalagens de vidro para alimentos e bebidas do mundo. Em Porto Alegre, a ação contará com o apoio da ARCO Resíduos, que atua na gestão de resíduos de restaurantes, empresas e eventos.

Publicidade

“Estamos empenhados em melhorar a taxa de reciclagem de vidro na região, o que nos permite contribuir com o meio ambiente atuando em segmentos estratégicos, os grandes geradores do resíduo. Essas ações fazem parte do propósito da companhia de reimaginar o vidro para um futuro sustentável”, afirma Quintin Testa, diretor geral da Verallia América Latina

Ampliar significativamente a coleta e a reciclagem de vidro nos grandes geradores, como bares, restaurantes, hotéis e eventos é o objetivo dessa ação conjunta que busca estimular a economia circular e a adoção de práticas sustentáveis.

Publicidade

“A ARCO atua há mais de 4 anos com coleta de resíduos em bares, restaurantes e hotéis. O vidro é um material incrível, com possibilidade de reciclagem infinita. Sabemos que sua correta destinação era um desafio para esses estabelecimentos, com preocupações sobre peso, quebras e até mesmo se as garrafas seriam de fato recicladas. Ao longo desses anos, a ARCO criou um modelo que simplifica o armazenamento e a coleta do vidro nesses locais e garante a reciclagem de 100% do vidro coletado. A parceria com a Verallia permitirá que esse serviço se torne mais acessível e assim mais estabelecimentos poderão transformar o vidro gerado em impacto positivo”, comenta Natália Pietzsch, fundadora da ARCO.

coleta-de-vidro-para-reciclagem
PEV instalado em Capão da Canoa/RS – Foto: Divulgação

Além da ação na capital, o estado do Rio Grande do Sul passou a contar com 45 Pontos de Entrega Voluntária (PEV) para coleta exclusivamente de vidro, que é destinado à reciclagem. Os containers estão espalhados por locais públicos em 9 municípios ao longo do litoral rio-grandense. A disposição dos 45 PEVs é uma etapa do Programa Vidro Vira Vidro e compõe parte do projeto do Governo do Estado chamado “Verão Total” lançado no dia 17 de dezembro, na cidade Capão da Canoa/RS.

Além do Rio Grande do Sul, os containers do Programa Vidro Vira Vidro estão sendo implementados em diversas outras cidades brasileiras e a meta é chegar a 1.500 pontos até 2025.

Investimentos na região

A Verallia anunciou, em 2021, um investimento de 80 milhões de euros para expansão de seus negócios no Brasil. O destino é a construção de um novo forno em Campo Bom, no Rio Grande do Sul, onde a empresa já possui uma planta.

Com a expansão da planta de Campo Bom, a expectativa é atender, preferencialmente, o mercado nacional de vinhos e spirits. A previsão é que o novo forno esteja em pleno funcionamento no quarto trimestre de 2023. A ampliação permitirá uma produção de cerca de 700 mil embalagens de vidro diariamente apenas na nova instalação.

Aumentar a reciclagem de vidro é uma necessidade

Hoje, é estimado pelo setor que 75% dos vidros consumidos vão para aterros sanitários e apenas 25% são reciclados. Além do acúmulo de resíduo, os materiais destinados aos aterros possuem custo para as prefeituras.

Para reciclar, não é preciso que o vidro esteja intacto. Apenas com a utilização de cacos na produção de novas embalagens já é possível reduzir o consumo de energia, extração de recursos naturais e a emissão de CO2. Para se ter ideia, a cada 10% de caco utilizado na produção, pode-se reduzir 5% de CO2 e 2,5% a menos de consumo de energia no processo de fabricação.

Por ser um material 100% reciclável, 1kg de caco de vidro oriundo da reciclagem que retorna ao processo produtivo representa 1kg de vidro novo.

Programa Vidro Vira Vidro

Criado pela Verallia, o programa Vidro Vira Vidro tem expectativa de coletar 24 mil toneladas de caco por ano, que ajudará a reduzir as emissões CO2 no processo de fabricação de embalagens de vidro, o consumo de energia e o uso de matéria-prima virgem.

Um dos diferenciais dos containers que são utilizados é que possuem tecnologia de sensor que permite otimização da logística, de forma que o caminhão se dirija ao PEV somente quando houver necessidade.

A Verallia e a sustentabilidade

Mundialmente a Verallia é comprometida com o desenvolvimento sustentável em suas três dimensões: ambiental, econômica e social. Referência em embalagens de vidro para alimentos e bebidas, disponibiliza à cadeia de consumo um material que é 100% e infinitamente reciclável e inerte, garantindo a saúde e a segurança alimentar dos consumidores. Em todos os seus processos de produção, a Verallia busca a otimização do consumo de água e energia, o controle das emissões atmosféricas, o estímulo ao desenvolvimento social e a criação de novas opções em embalagens de vidro que necessitem de menos matéria-prima e que, ao mesmo tempo, estimulem e facilitem a cadeia da reciclagem.

Botão Voltar ao topo