Brasil

Enasp/CNMP e Unesco discutem ações de combate aos assassinatos de profissionais da imprensa

Pela segunda vez, a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp/CNMP), representada pelo membro auxiliar Emmanuel Levenhagen, e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), representada por Adauto Cândido Soares e Carla Skaff, reuniram-se para tratar do combate aos assassinatos de jornalistas e profissionais da imprensa no exercício da profissão. A reunião aconteceu nessa quarta-feira, 31 de janeiro, em Brasília-DF, na sede do Conselho Nacional do Ministério Público.

Na reunião, ficou decidido que será firmado um termo de cooperação técnica entre as duas instituições. Por meio desse acordo, a Unesco disponibilizará, à Enasp/CNMP, materiais, dados e pesquisas que tenha, ou venha a produzir, acerca da morte de jornalistas e profissionais da imprensa.

“Um dos projetos da Enasp/CNMP é acabar com a impunidade desse tipo de crime. O objetivo é mapear esses casos no Brasil e elaborar um banco de dados. A ideia é também organizar uma audiência pública para colher informações e, depois, adotar providências necessárias, como, se for o caso, a elaboração de uma proposta de recomendação”, explicou Emmanuel Levenhagen.

A citada audiência pública será realizada ainda em 2018. Serão convidadas entidades da imprensa e a Unesco, que já possui um plano de trabalho sobre a segurança de jornalistas.

Tags

Artigos relacionados

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios