RS

Alunos de Santa Rosa criam perna mecânica de baixo custo

Alunos do Curso Técnico da Escola Estadual de Ensino Médio Pedro Meinerz, de Santa Rosa, iniciaram o ano letivo de 2018 colhendo frutos de um projeto inédito e de repercussão nacional. Eles criaram uma perna mecânica adaptável, de baixo custo e que melhor se ajusta ao solo. Todos os anos, o curso convida os alunos a desenvolverem um projeto inovador e de baixo custo, acessível à comunidade.

A prótese mecânica foi criada na Sala de Invenções. O estudante André Pacoff, do curso técnico, foi a inspiração do projeto. Ele perdeu parte da perna em um acidente de trânsito há 15 anos e, desde então, tem pensado em meios alternativos de voltar a andar. Ao lado de Avelino Dietriech e Nelson de Oliveira Filho, transformou o problema numa solução para ajudar outras pessoas.

Publicidade

Diferente dos modelos convencionais testados por André, que são finalizados em madeira, a nova prótese de fibra de carbono e inox é mais eficiente no chão e pode ser desenvolvida por um valor abaixo do encontrado no mercado, cerca de R$ 1.700. O resultado do trabalho demorou um ano e já ganhou várias premiações. Com a ideia, o grupo foi campeão da Mostra Estadual de Educação Profissional e segundo lugar na Feira Internacional de Encarnación, no Paraguai. Em 2018, os alunos receberam convite para participarem do Festival de Ciência Internacional de Edimburgo, na Escócia, que ocorre de 10 a 15 de abril. Também receberam credencial para feira no México.

Conquista comunitária

A diretora da escola, Elaine Deloss, e a professora que acompanhou o desenvolvimento do projeto, Vania Brun, agradeceram o reconhecimento que a instituição tem recebido. Para elas, a conquista é de toda a comunidade por acreditar em seus docentes e, principalmente, no potencial dos alunos.

Publicidade
Etiquetas
Publicidade
Botão Voltar ao topo
Fechar