NegóciosPorto Alegre

BioNat Expo acontece em Gramado de 12 a 14 de outubro

A 9° edição da BioNat Expo vai acontecer de 12 a 14 de outubro, no Centro de Eventos da FAURGS, comemorando o Dia das Crianças e a Semana Mundial da Alimentação. Depois de oito edições em Porto Alegre, a feira se desloca para a Serra Gaúcha com o desejo de fortalecer e revigorar toda a sua estrutura, com novos expositores, agregando marcas de países do Mercosul, e com maior número de visitantes, otimizado pelo movimento do polo turístico. A BioNat Expo é reconhecida nacionalmente por apresentar soluções inovadoras dentro do universo de produtos orgânicos e elementos sustentáveis.

Segundo a promotora Vera Marsicano a mudança de endereço da feira se deve “ao desejo de buscar novos desafios e novas experiências. Tanto a organização como os nossos parceiros apostam num maior sucesso pela visibilidade do local”, diz ela. O município de Gramado é o segundo melhor destino turístico do Brasil e a quarta cidade mais visitada do país e detentora da melhor infraestrutura turística do RS. A rede hoteleira soma mais de 180 hotéis e pousadas com capacidade superior a 13 mil leitos, e um fluxo turístico que ultrapassa a 6 milhões de visitantes por ano. A relevante rede compradora em hotéis, pousadas, spas, restaurantes e lojas, soma cerca de 175 restaurantes, bares e cafés, com capacidade para atender mais de 12 mil clientes, e 900 estabelecimentos comerciais, oferece um panorama da importância do mercado comprador e consumidor da região das hortênsias.

O mix da BioNat Expo contempla seis setores: Alimentos e Bebidas Orgânicos Certificados; Cosméticos, Óleos Essenciais, Perfumes, Aromas; Fitomedicamentos e suplementos alimentares; Turismo Rural e Agroecológico; EcoModa e EcoArtes Produtos Ecológicos, Tecnologias e Inovações Sustentáveis. A mudança de local vai sedimentar a marca registrada do evento que é “promover, divulgar e fomentar o comércio da cadeia orgânica e sustentável, o conhecimento, as trocas, a confraternização, a saúde e educação ambiental, a segurança alimentar e nutricional, salienta Marsicano. A história da feira ao longo de oito edições mostra uma   programação variada durante os três dias do evento, onde já foi discutido temas como panorama e situação dos mercados, práticas sustentáveis, saúde e educação ambiental, segurança alimentar e nutricional, ecogastronomia, aproveitamento integral dos alimentos, reciclagem, urbanismo, cidades sustentáveis, relações entre alimentação e o impacto ambiental. É importante informar que os expositores, produtores de orgânicos, apresentam Certificação de Orgânicos ou têm o certificado de transição creditado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Publicidade
Botão Voltar ao topo