GeralRS

Evento na PUCRS oportunizou dicas a Bolsistas ProUni 

O tema foi mobilidade acadêmica, mas também foram abordadas áreas como planejamento financeiro e de carreira

MOBILIDADE ACADÊMICA

A Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII), em parceria com o Programa Universidade Para Todos (ProUni), promoveu um evento para divulgar oportunidades de estudo no exterior para bolsistas. O encontro, ocorrido no dia 24 de maio, levou dezenas de estudantes ao auditório do prédio 32, e apresentou dicas sobre mobilidade acadêmica, orientações profissionais e financeiras, além do depoimento do diplomado em Relações Públicas Lucas Pimenta, ex-bolsista ProUni que estudou na Argentina por dois semestres.

A coordenadora da AAII, Sandra Mino, abriu o evento reforçando a possibilidade de os bolsistas participarem do programa de internacionalização. “Queremos abrir as portas do mundo através da nossa Assessoria e, para isso, estamos preparados para recebê-los, sanar dúvidas e auxiliá-los para que vivam essa experiência”, disse.

Publicidade

Oportunidades no exterior

A equipe da Mobilidade Acadêmica apresentou orientações e oportunidades para alunos ProUni interessados em estudar no exterior. Os editais bilaterais, com vagas para diferentes instituições conveniadas à PUCRS e diversas áreas do conhecimento, abrem duas vezes ao ano (janeiro/fevereiro e julho/agosto), e os alunos estão isentos de taxas escolares. Nesta modalidade, os participantes terão que se preparar para arcar com despesas de deslocamento, acomodação e alimentação.

Já no caso das bolsas de estudo, tais como Programa Ibero-americano do Santander Universidades, Emerging Leaders in the Americas Program (Elap) e Capes/Brafitec, os alunos deverão estar atentos aos requisitos e benefícios oferecidos. Para concorrer às bolsas, os universitários devem ter um coeficiente de rendimento igual ou superior a 8 (essa informação poderá ser obtida através da Central do Aluno).

Publicidade
Profissionais orientaram bolsistas sobre as oportunidades

Estudantes que cursarem um semestre no exterior poderão aproveitar as disciplinas em sua grade curricular na PUCRS. O Programa de Mobilidade Acadêmica prevê seis meses na universidade de destino, podendo ser estendido para mais um semestre (12 meses no total), de acordo com a oferta da instituição de ensino.

No encontro, vantagens sobre destinos da América Latina foram destaque. Além da proximidade geográfica, alguns países oferecem um custo de vida mais baixo em comparação com destinos norte-americanos ou europeus. Além disso, ressaltou-se a qualidade do ensino oferecido por universidades de países como Chile, Argentina, Colômbia e México.

O valor do intercâmbio no currículo

A psicóloga Natália Thormann, representando o Escritório de Carreiras, falou sobre o serviço oferecido pela unidade, destacando que alunos e Alumni PUCRS (diplomados) têm atendimento gratuito para planejamento de carreira. Ela reforçou que uma experiência internacional reflete diretamente no desenvolvimento pessoal e profissional, fortalecendo o currículo do candidato. “Há uma grande valorização por parte das empresas, tanto pela vivência de um intercâmbio, quanto a fluência em um segundo idioma”, explica. Por fim, informou que os interessados em realizar mobilidade acadêmica poderão buscar apoio junto ao Escritório para o planejamento sobre destinos, objetivos e período.

Planejamento financeiro

O Estúdio de Finanças, representado por Gabriel Walker de Moura, apresentou seus serviços aos alunos bolsistas, destacando a importância do planejamento financeiro. Mesmo em editais que não contemplam bolsas de estudo, os estudantes interessados em mobilidade acadêmica poderão encontrar, no Estúdio, orientações necessárias sobre as melhores opções de investimentos, sempre com atendimento gratuito.

Diplomado é case de sucesso

Lucas Pimenta, diplomado em Relações Públicas pela PUCRS, contou sobre suas experiências no exterior como aluno ProUni. O profissional estudou na Universidade Católica Argentina, em Buenos Aires (Argentina), por dois semestres. “Eu tinha um sonho e fui atrás disso. Trabalhei, economizei e, mais do que tudo, me planejei”, contou.

Sem bolsa de estudos, Lucas trabalhou de forma remota para empresas do Brasil durante seu período em mobilidade. Entretanto, frisou a importância do comprometimento com os estudos. “Eu estava lá por causa do esforço da minha mãe e precisava honrar isso. Por isso, não fui pensando em fazer turismo, mas, sim, estudar e aproveitar ao máximo a oportunidade que conquistei”, adicionou.

Apesar de os destinos da América Latina nem sempre serem os mais visados, o diplomado reforçou que estes países proporcionam contato com diferentes culturas. “Não conheci apenas argentinos, mas, sim, pessoas de diferentes partes do mundo, enriquecendo ainda mais minha experiência”, completou Lucas.

Interessados em mobilidade acadêmica podem tirar dúvidas e saber mais sobre as oportunidades pelo e-mail mobilidade.out@pucrs.br, pelo telefone (51) 3320-3660 ou presencialmente na AAII (prédio 1 – Reitoria, sala 110), de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar