DestaqueEventosRS

Traje oficial das Soberanas da Oktoberfest de Igrejinha (RS)

A apresentação oficial dos vestidos que representam o amor com beleza e vibração, será durante o Desfile de abertura da 31ª edição da tradicional festa de Igrejinha, na tarde de 12 de outubro.

Fascinante, encantador, imponente e festivo. As palavras que muito bem podem representar o amor, também descrevem com propriedade o traje oficial das Soberanas da 31ª Oktoberfest de Igrejinha. Revelados no site e redes sociais do evento, os vestidos de gala, que vão destacar ainda mais a beleza da rainha, Natália Alves Schmitt, e das princesas, Bárbara Caroline Sparrenberger e Júlia Schneider Göttert, estarão entre as atrações que vão abrilhantar o Desfile oficial de abertura, que ocorrerá a partir das 14h30 do dia 12 de outubro – na Avenida Presidente Castelo Branco, Centro da cidade.

Para criar o modelo, os especialistas em trajes típicos alemães, o alfaiate Wilney, a bordadeira Rejane e a estilista Iôlany Haberkamp, da Rewil Confecções, buscaram inspiração máxima no tema da edição de 2018: ONDE O AMOR VIRA FESTA. “A Oktoberfest surgiu na Alemanha como uma celebração ao amor feita com muita alegria. Esse sentimento, e, sem dúvida, também a união dos voluntários que faz a festa de Igrejinha acontecer de forma tão vibrante é que buscamos traduzir”, explica Iôlany. Foram mais de 150 horas de dedicação da equipe para a perfeita finalização dos trajes.

imagem release 1432910 539x468 - Traje oficial das Soberanas da Oktoberfest de Igrejinha (RS)
Júlia, Natália e Bárbara – Foto: Juliano Arnold

“Como resultado, apresentamos vestidos deslumbrantes em que predominam os tons vermelhos, mesclados ao offwhite e aos elegantes detalhes em dourado. Uma composição que também se destaca pela riqueza do mix de texturas, tecidos e acabamentos imponentes. Peças lindas que simbolizam o amor em todo o seu brilho e realçam a graciosidade da nossa corte”, afirma Ione Marisa Schüler, esposa do presidente da 31ª Oktoberfest, Luis Schüler, e responsável pela concepção dos trajes.

Os modelos são produzidos em jacquard de veludo que traz desenhos de arabescos na trama do tecido. A barra dos vestidos recebeu aplicação de renda e foi rebordada, manualmente, com cristais. O fechamento frontal, todo em metais dourados, acrescenta ainda mais elegância. O decote tem a delicadeza do design arredondado e, sobre ele, recortes de corações protagonizam o tecido rendado. A blusa, confeccionada com tecido voil rebordado, também apresenta acabamentos em renda de guipir, em formato de flor.

A sobressaia de tule vem em corte estilo mullet (mais curto na frente e mais comprido atrás), sendo bem acinturada com detalhes drapeados. Sobre a barra da cintura, pedrarias em três tons de vermelho formam um cinto mais fino, que é finalizado na parte posterior por um belo laço de metal dourado. Nas costas, a presença de correntes e pingentes em tons ouro reforça os ares de nobreza do modelo. O toque final de glamour fica por conta do colar de renda associado a correntes, cristais e metais que iluminam ainda mais o traje.

Sobre a Oktoberfest de Igrejinha
Desde 1988 a comunidade de Igrejinha, cidade localizada a 90 quilômetros da capital Porto Alegre, realiza sua Oktoberfest. Três mil voluntários, da cidade e região, trabalham para celebrar a cultura germânica através de shows musicais, gastronomia tradicional, produtos coloniais, chope, jogos germânicos, mostras culturais, desfiles e bandinhas típicas. Em 2018, a festa chega à sua 31ª edição e será realizada de 12 a 21 de outubro no Parque de Eventos Almiro Grings. Informações em www.oktoberfest.org.br.