Cartinhas do Papai Noel dos Correios revelam milhares de sonhos

Carrinho, caderno, boneca, bola, cesta básica e material escolar fazem parte da lista de desejos de milhares de crianças e adolescentes que escrevem para o Papai Noel. Há 29 anos, a campanha do Papai Noel dos Correios, com a ajuda de toda a sociedade, tenta realizar sonhos e tornar o Natal dessas crianças um pouco mais feliz. Nos últimos três anos, foram entregues mais de 2,5 milhões de cartinhas. Apenas este ano, há estimativa de que a quantidade superou 900 mil, dessas, mais de 400 mil já foram adotadas.

Os pedidos são escritos com letrinhas recém-aprendidas e chegam aos Correios de todo o Brasil. De acordo com a chefe do Departamento de Relações Institucionais dos Correios, Paula Ribeiro Mesaros, os pedidos das cartas surpreendem e emocionam. “Recebemos cartinhas que não pedem presentes, mas sim emprego para os pais, saúde para familiares doentes, paz. Já teve pedido como o de uma criança que pediu um sorriso. Ela tinha vergonha de sorrir porque seus dentes, segundo ela, ‘eram feios'”. Paula Ribeiro contou que a criança teve o pedido atendido por um dentista.

Participante da campanha há cinco anos, Alessandra Rocha Oliveira, 33 anos, também destaca a simplicidade dos desejos. Para ela há uma coisa que é quase unânime: há várias opções oferecidas no sentido de ganhar, pelo menos. “Eles se contentam em ganhar qualquer coisa. Alguns ainda escrevem: ‘Olha, Papai Noel, pode ser o mais baratinho’”, disse.

Para Paula, a campanha permite ao órgão cumprir com o papel de empresa pública, reforça a inclusão social e o fortalecimento da cidadania. “Atendemos crianças em vulnerabilidade social e oferecemos oficinas de redação de cartas, endereçamento e CEP àquelas que participam por meio das escolas selecionadas pela Secretaria de Educação estadual ou municipal”, explica.

Com a ajuda da população, que adota as cartas, os Correios ficam com a missão de intermediador logístico da ação e dispõem de sua estrutura física e de pessoal. “Junto com o presente, vai um gesto de amor, de gratidão e a esperança de que tudo que a gente faz pode dar certo. Essa campanha dos Correios é maravilhosa, uma iniciativa fantástica”, ressalta Alessandra, que conheceu a campanha pela empresa que trabalha.

Para participar

Para tirar um sonho do papel, basta adotar uma cartinha. Para isso, consulte os pontos de adoção de cartas. Em algumas localidades, também será possível fazer uma adoção online. Você pode participar com quantas cartinhas quiser! Após escolher a cartinha, leve o presente devidamente embalado até o local definido pelos Correios na sua localidade.

Prazo da campanha

O prazo da campanha online para as cidades de Belém, Cuiabá, Recife, Salvador e São Paulo termina nesta sexta-feira (30). Presencial, nos Correios físicos, o encerramento nacional da campanha está previsto para o dia 14 de dezembro.

A campanha ocorre, normalmente, nos meses de novembro e dezembro de cada ano. Cada estado adota seus prazos de entrega dos presentes nas agências e da entrega dos presentes às crianças. As unidades da federação (UF) possuem datas diferentes, levando em conta as particularidades regionais que influenciam na campanha.