Início ATUAL Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional...

Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de Galo

Legenda: Bartender Rafael Câmara, do Restaurante Urbana Farmcy, e o drink 3º colocado
Bartender Rafael Câmara do Restaurante Urbana Farmcy e o drink 3º colocado - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de Galo
Legenda: Bartender Rafael Câmara, do Restaurante Urbana Farmcy, e o drink 3º colocado

No último dia 3 de dezembro, os apaixonados pela coquetelaria puderam participar do maior e mais importante encontro destinado ao tema no país, o Concurso Nacional de Rabo de Galo, idealizado pelo Mestre Derivan e o renomado bartender Daniel Júlio. O evento, que em 2018 teve sua 2ª edição, contou a participação de 45 bartenders vindos de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul, que estavam atrás do título “O Melhor Rabo de Galo do País”.

Quem venceu a disputa foi o bartender de São Paulo, Paulo Leite, do Empório Sagarana, que com alcançou 116 pontos. O profissional utilizou em seu drink Cachaça, Vermute, Licor à base de Alcachofra e para decorar casca de limão e formiga Saúva. “Foi a primeira vez que participei do concurso. Foi incrível. Quando elaborei este drink, pensei nas intenções do campeonato, que é levar o Rabo de Galo entre os 100 mais consumidos do mundo. Fiquei bastante focado na receita clássica, apenas busquei equilibrar ao utilizar os aromas cítricos e o toque de capim cidreira da formiga saúva”, contou Leite.

Já o segundo lugar ficou com Eduardo Gondim, do Jangada, de São Paulo, com 114 pontos. O bartender apresentou o drink feito com Cachaça, Vermute com infusão de cacau, aperitivo de alcachofra com infusão de menta, tintura de erva Mate e para decorar casca de laranja.

Com 113 pontos, o bartender Rafael Câmara, do Restaurante Urbana Farmcy, de Porto Alegre, conquistou o terceiro lugar com um Rabo de Galo feito com dois tipos de Cachaça, Vermute, café gelado (prensado a frio com 16 horas de maceração) e bitter de erva Mate. Para decorar, casca de laranja, suporte de madeira para a taça, grãos de café orgânico das montanhas do Espírito Santo, erva Mate e lascas de madeira.

Conheça as receitas e os drinks premiados:

1º lugar – Paulo Leite

1º lugar – Paulo Leite - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de Galo

Ingredientes:
– 60 ml de Cachaça
– 30 ml de Vermute
– 10 ml de Licor à base de Alcachofra
Guarnição:
– Casca de limão
– Formiga Saúva
Modo de preparo:
Modo de preparo: Os ingredientes devem ser misturados em um mixing glass. Depois coloque a guarnição para finalizar o drink.

2º lugar – Eduardo Gondim

2º lugar – Eduardo Gondim - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de Galo

Ingredientes:
– 75 ml de Cachaça
– 30 ml Vermute
– 15 ml de aperitivo de Alcachofra com Infusão de Menta
– 4 lances de Tintura de Erva Mate
Guarnição:
– Casca de laranja
Modo de preparo:
Modo de preparo: Os ingredientes devem ser misturados em um mixing glass. Depois coloque a guarnição para finalizar o drink.

3º lugar – Rafael Câmara

3º lugar – Rafael Câmara - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de Galo

Ingredientes:
– 60 ml de Cachaça
– 40 ml de Vermute tinto
– 0,75cl / 7,5 ml Café gelado – prensado a frio por 16 horas de maceração
– 4 gotas de Bitter de erva Mate
Guarnição:
– Para decorar casca de laranja, suporte de madeira para a taça, grãos de café orgânico das montanhas do Espírito Santo, erva Mate e lascas de madeira.
Modo de preparo:
Modo de preparo: Os ingredientes devem ser misturados em um mixing glass. Depois coloque a guarnição para finalizar o drink.

O drink Rabo de Galo
O drink Rabo de Galo, assim como a Caipirinha, é um patrimônio cultural do Brasil com 64 anos de história. Sua propagação começou na cidade de São Paulo com a chegada de uma fábrica de bebidas nos anos 50. A indústria queria atender os anseios alcoólicos dos imigrantes italianos. No entanto, estes consumidores encantados pela Cachaça não bebiam mais o Vermute, mas apreciavam muito o “ouro líquido brasileiro”.

Assim, foi criada uma mistura dos dois, inclusive com copo exclusivo, que continha marcação das doses. Segundo relatos, o fundo do copo era mais grosso para aguentar a batida no balcão, na volta do gole. Inclusive, a bebida era para ser chamada de Cocktail, mas a idéia foi rapidamente descartada e substituída pela tradução da palavra em inglês Cocktail, que, em português, significa Rabo de Galo.

O Rabo de Galo, que inicialmente tinha em sua proporção original 2/3 de Cachaça para 1/3 de Vermute, nos dias de hoje não tem uma receita exata e nem há uma técnica fixa de preparo: as bebidas podem ser misturadas num mixing glass com gelo ou no próprio copo de servir.

Com essas nuances de preparo se tornou o drink mais consumido pela boemia no Brasil. Por isso, esta bebida, mais do que especial, tem agora voltado para si as luzes dos holofotes, já que o estudo da origem da Coquetelaria Brasileira tem sido objeto de constantes pesquisas de bartenders e mixologistas, que querem resgatar as origens dos drinks.

“Temos o propósito de promover a Cachaça e criar uma grande possibilidade de diversificação de seu uso em cocktails. Para isso, reunimos um grande número de bartenders para uma festa de criações diversas e receitas exclusivas do Rabo de Galo, despertando o interesse dos mais jovens profissionais, em relação ao sabor da bebida e sua história”, comentou o Mestre Derivan, um dos idealizadores do evento.

Este movimento visa ainda levar o Rabo de Galo a alçar vôos mais altos. O objetivo é que este drink seja o segundo coquetel brasileiro à base de Cachaça a ser inserido na lista da IBA – International Bartenders Association.

Essa seleta lista conta com quase 100 drinks considerados os clássicos do mundo e tem como base diversos destilados. Todo barman precisa conhecer e saber fazer estes cocktails.

O Brasil já consta nesta listagem com a Caipirinha, que é um drink muito apreciado e conhecido no mundo, sendo a responsável pela disseminação do consumo de Cachaça no mercado internacional.

“Queremos aumentar a presença brasileira nesta carta da IBA. Esta inclusão será uma nova jornada e um grande passo para a nossa coquetelaria e também para a Cachaça”, explicou Daniel Júlio, um dos idealizadores do concurso.

Conheça o perfil dos organizadores do Concurso Nacional do Rabo de Galo:

Mestre Derivan - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de GaloMestre Derivan – Derivan Ferreira de Souza começou a estudar coquetelaria e bebidas alcoólicas aos 17 anos. Esteve à frente da direção da ABB – Associação Brasileira de Barmen – e dirigiu a IBA – Associação Internacional de Barmen – como vice presidente para América do Sul.

Trabalhou atrás do balcão de prestigiados bares que marcam a noite paulistana, como o San Francisco Bay, Bistrô, Tanoeiro Bar, Esch Café. Atualmente é consultor de vários bares de prestígio.

Conquistou vários prêmios ao longo de sua carreira, como “O Barman do Ano, pela revista Veja SP, e o Prêmio Gula. Publicou cinco livros, sendo o mais recente “A Coquetelaria ao Alcance de Todos”. É um dos organizadores do Concurso Nacional de Rabo de Galo e do Concurso de Caipirinha Paulista no Mercadão de São Paulo para comemorar o centenário da Caipirinha. Para mais informações, acesse no Instagram: @mestrederivan.

Daniel Júlio - Bartender do RS fica entre os três melhores no II Concurso Nacional de Rabo de GaloDaniel Júlio – Renomado bartender. Estudou Mixologia Molecular, Mixologia Clássica e Mixologia Brasileira. Conhecedor de bebidas e de frutas usadas na preparação de coquetéis especiais.

Trabalhou como barman no Bar Número, nos Jardins, ao lado do Mestre Derivan, com Coquetelaria Clássica e Contemporânea. Atualmente está a frente como Chefe de Bar, do Aragon Restaurante, também localizado nos Jardins. É um dos organizadores do Concurso Nacional de Rabo de Galo e do Concurso de Caipirinha Paulista no Mercadão de São Paulo para comemorar o centenário da Caipirinha. Para mais informações, acesse no Instagram: @djulio-barman.