DestaqueSaúde

Escoliose em crianças pode ser causada pela má absorção de magnésio

A escoliose é o desvio da coluna vertebral mais comum em crianças e adolescentes e, em 80% dos casos, a causa é desconhecida. Recente estudo publicado na revista cientifica Nature Communications, mostrou que a incapacidade de o corpo usar plenamente o magnésio pode ser responsável pelos casos mais graves de escoliose.

A pesquisa foi feita pela Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos Estados Unidos e avaliou 457 crianças com escoliose grave e 987 saudáveis. Os pesquisadores descobriram uma variante no gene SLC39A8 em 12% das crianças com escoliose e em 6% das crianças saudáveis.

Em uma segunda análise, em que 1.095 crianças saudáveis e 841 com escoliose de moderada a grave foram avaliadas, descobriu-se que as crianças com escoliose tinham duas vezes mais probabilidade de ter a variante genética do que as saudáveis.

Opinião do especialista
Segundo o neurocirurgião, Dr. Iuri Weinmann, especialista em Medicina da Coluna e Preceptor/Fundador da Residência Médica em Neurocirurgia da Santa Casa de Campo Grande (MS), o magnésio é um mineral essencial, necessário para o crescimento dos ossos e das cartilagens, entre outras funções no organismo.

“O estudo mostrou que a mutação causa uma dificuldade do organismo em absorver e utilizar o magnésio. Para se ter uma ideia, o mineral está envolvido em cerca de 300 reações bioquímicas do corpo humano”, comenta.Entretanto, o especialista adverte: o magnésio não dever ser suplementado sem orientação de um médico. “Em primeiro lugar é preciso dizer que o estudo mostrou que as crianças com a variante genética não tinham deficiência de magnésio. Na verdade, seus organismos eram incapazes de usar corretamente o mineral. Depois, é fundamental alertar que o excesso deste mineral é tóxico e pode causar condições neurológicas permanentes”, diz Dr. Iuri.

“Por outro lado, o estudo foi importante, pois elucida uma das potenciais causas das escolioses idiopáticas, ou seja, aquelas cuja origem é desconhecida. A partir de agora, os médicos podem solicitar exames para medir os níveis do magnésio, assim como investigar as variantes genéticas ligada ao mau uso do mineral pelo organismo, principalmente porque a escoliose tem um forte componente genético, aparecendo em membros de uma mesma família”, comenta o neurocirurgião.

3 milhões de casos por ano
Estima-se que surjam cerca de 3 milhões de casos de escoliose por ano em todo o mundo. Nos casos mais graves, podem ser necessários o uso de órteses ou ainda cirurgias para corrigir o desvio.

Magnésio no prato
O magnésio pode ser obtido por meio da alimentação. Além disso, cada faixa etária tem uma necessidade diferente, assim como a recomendação também muda para homens e mulheres. No geral, para homens a recomendação é de 300/mg por dia e para mulheres 350mg.
Uma alimentação equilibrada é capaz de fornecer o magnésio necessário para o bom funcionamento do corpo. Veja na lista abaixo as principais fontes do mineral.

Principais fontes de magnésio:

  • Oleaginosas e grãos (castanha de caju, castanha-do-pará, amêndoas, nozes, amendoim, linhaça e gergelim, feijão, arroz integral, aveia etc.)
  • Sardinha
  • Ovos
  • Mamão e banana
  • Mandioca
  • Chocolate meio amargo
  • Leite de vaca integral
  • Coentro