DestaqueGeralVariedades

Pesquisador ensina a combater os carunchos na despensa de alimentos

Os carunchos e as traças que às vezes encontramos em alimentos estão presentes o ano todo. Nos meses mais quentes, percebemos melhor a presença deles e, com o calor, encontram condições mais favoráveis para a reprodução. Uma única fêmea pode depositar algumas centenas de ovos e as larvas poderão chegar à fase adulta entre 30 e 40 dias. No Inverno, o ciclo se prolonga – podendo no caso das lagartas (larvas) se estender por 150 dias.

Na época quente do ano, o risco de uma infestação é maior se você trouxer algum produto infestado para sua despensa de alimentos. Um produto infestado significa dezenas a centenas de ovos ou larvas que continuarão a se desenvolver no produto, ou migrar para um próximo gerando uma infestação cruzada.

O pesquisador Marcos Potenza, do Centro de Pesquisa de Proteção Ambiental do Instituto Biológico (IB), lembra que “a partir do início da Primavera estes problemas começam a ficar mais frequentes”, infestando alimentos muito consumidos pelos brasileiros como biscoitos, bombons, chás, milho de pipoca, arroz, feijão, macarrão, farinhas e até chocolate em pó. Algumas espécies infestam carnes secas e salgadas, carnes frescas mal acondicionadas ou com refrigeração precária, embutidos (presunto) e queijos, por exemplo.

Uma curiosidade valiosa destacada por Potenza é que nem sempre o alimento que você identificou com traças ou carunchos é a origem do problema, ou seja, a infestação pode ter surgido em outro produto – que continua dentro do seu armário e pode perpetuar essa infestação.

Uma notícia um pouco melhor é que traças e carunchos não transmitem doenças ao ser humano – ao contrário, por exemplo, das baratas e moscas. Mas quem gosta de ficar comendo traças e carunchos? Ninguém! Então veja algumas dicas do pesquisador sobre como evitar esse problema.

– Observe a higiene, conservação predial e o acondicionamento dos produtos do local onde você costuma comprar seus alimentos industrializados ou a granel. Se observar mariposa ou besourinhos significa uma infestação presente em um ou mais produtos.

– Verifique se o produto não está com a embalagem perfurada, rompida ou com algum tipo de dano mecânico. Isto favorece a entrada de insetos.

– Após abertos, mantenha os alimentos em recipientes bem fechados.

– Se identificou um produto com infestação, confira os outros que estão no armário porque pode haver migração de insetos para outros alimentos

– Não jogue fora na mesma hora o produto infestado. Congele-o por 24 horas antes de dispensá-lo para matar os bichinhos e quebrar o ciclo de vida deles, evitando a sua dispersão.