Geral

Sesc lança em Santa Catarina projeto “Biblioteca Inquieta”

Iniciativa tem programação especial em seis Unidades no Estado

De 15 a 18 de abril, as bibliotecas do Sesc Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul e Lages recebem a primeira edição do projeto “Biblioteca Inquieta”, que tem o objetivo de aproximar o leitor da literatura e da arte. A programação integra diversas linguagens artísticas em um único ambiente, através de exposições, mostras de arte, debates com escritores e artista. Os convidados buscarão conectar suas obras com os leitores, através da interação de ideias.

Essa é uma forma do leitor experimentar a literatura e a arte, ampliar o universo, aguçar a criatividade e aprofundar o entendimento de mundo. A biblioteca entra como um espaço onde há pluralidade de ideias, diversidade e a formação do pensamento é livre.

Cada Unidade traz um tema e atividades diferenciadas: “Circo das Palavras Malabaristas”, no Sesc Balneário Camboriú; “Povos Indígenas Brasileiros”, no Sesc Prainha (Florianópolis); “O encanto do livro e suas aquarelas”, no Sesc Itajaí; “Ana Maria Machado, uma grande árvore de muitos frutos”, no Sesc Jaraguá do Sul; “Clássicos da Literatura de Grimm à Ana Maria Machado”, no Sesc Chapecó e “Passado e presente no Centro Cultural Vidal Ramos”, no Centro Cultural Vidal Ramos Sesc Lages. A programação completa de cada cidade pode ser consultada em: https://www.sesc-sc.com.br/site/agenda/biblioteca-inquieta

BALNEÁRIO CAMBORIÚ
Local: Biblioteca Sesc Balneário Camboriú (Avenida Central, 360 – Centro)
Tema: “O Circo das Palavras Malabaristas”
+ Informações e agendamento de escolas: (47) 3248.3248 / 3368.9147

O circo está no imaginário comum de todos. A possibilidade espetacular do impossível sob aquela lona colorida faz brilhar nossos olhos, acelerar nossos corações, gargalhar nosso peito. A partir dessa premissa, a biblioteca do Sesc Balneário Camboriú se transformará no picadeiro d’O Circo das Palavras Malabaristas, destinada especialmente às crianças e a literatura infantil nacional.

A programação conta com exposição de arte e livros que abordam de maneira divertida o universo do circo, e no dia 18 de abril, Dia Nacional do Livro Infantil, terá contação de história, mediação e demonstrações da arte circense com a escritora Potyra Najara, além de números de ilusionismo com livros e palavras com o mágico Rafael Gómez Pérez.

CHAPECÓ
Local: Biblioteca Sesc Chapecó (Rua Brasília, 475-D – J. Itália)
Tema: “Clássicos da Literatura de Grimm à Ana Maria Machado”
+ Informações e agendamento de escolas: (49) 3319-9100

Em comemoração ao mês do Livro Infantil, a biblioteca proporcionará um mergulho nos grandes clássicos da literatura infantil. Dos contos de Grimm a Ana Maria Machado, a biblioteca se transformará em um espaço cheio de imagens, personagens, livros e experimentações.

A contadora de história e pesquisadora do tema Eva Lenita Trievelier traz seu acervo de livros temáticos, personagens e suas contações, criando um ambiente encantador e cheio de mistérios. Durante esta semana terá também mostra de cinema infantil na biblioteca, roda de conversa e mostra literária no hall em frente a biblioteca.

FLORIANÓPOLIS
Local: Biblioteca Sesc Prainha (Trav. SiryacoAtherino, 100 – Centro)
Tema: “Povos Indígenas Brasileiros”
+ Informações e agendamento de escolas: (48) 3229.2200

Os povos indígenas brasileiros somam hoje cerca de 305 etnias e falam 280 línguas diferentes. Muitas pessoas não sabem da existência dessa diversidade, de suas histórias, seus modos de vida, seus costumes, seus cantos e suas resistências nas aldeias e nas cidades. Uma oportunidade para conhecer um pouco mais sobre os povos indígenas brasileiros através de: exposição fotográfica e roda de conversa com Ana Paula Soukef; exibição de curta-metragem com mediação de Naiara Alice Bertoli; roda de conversa com a liderança indígena Kerexu Yxapyry e mediação de Naiara Alice Bertoli; e exposição de livros e artesanato.

ITAJAÍ
Local: Biblioteca Sesc Itajaí (Rua Almirante Tamandaré, 259 – Centro)
Tema: “O encanto do livro e suas aquarelas”
Agendamento de escolas: (47) 3249.3850

“A cultura está acima da diferença da condição social” Confúcio.
Itajaí, cidade portuária, recebe diversas pessoas a cada minuto, e mesmo assim continua tendo o ar acolhedor de cidade pequena, cheia de tradições. A biblioteca é um espaço que possibilita várias viagens, faz com que as pessoas saiam de Itajaí e naveguem por onde escolher. O autor local André Soltau, sabe muito bem velejar o barco da imaginação, sendo o marinheiro escolhido para guiar na primeira edição da “Biblioteca Inquieta” no Sesc Itajaí, possibilitando aos olhos e ouvidos, um mar inteiro de cores, palavras e sentimentos.

JARAGUÁ DO SUL
Local: Biblioteca Sesc Jaraguá do Sul (Rua Jorge Czerniewicz, 633)
Tema: “Ana Maria Machado, uma grande árvore de muitos frutos”
+ Informações e agendamento de escolas: (47) 3275.780

Para contemplar as crianças, o projeto “Biblioteca Inquieta” vai destacar a autora Ana Maria Machado e suas obras, onde o ambiente estará projetado para receber o leitor que passará a vivenciar questões que conduzem sua vida, o inspiram a buscar respostas. A biblioteca será um grande jardim, onde canteiros com sementes, árvores e gramado temático poderão ser acessados com o propósito de inquietar o visitante e levá-lo a interagir com as obras de Ana Maria Machado. A programação contará com a participação da atriz Mery Petty que contará a história “Menina Bonita do Laço de Fita” com fantoches.

LAGES
Local: Biblioteca do Centro Cultural Vidal Ramos Sesc Lages (Rua Vidal Ramos Júnior, 152)
Tema: “Passado e presente no Centro Cultural Vidal Ramos”
+ Informações e agendamento de escolas: (49) 3222.4271

Para a primeira edição do projeto biblioteca inquieta em Lages, a unidade Centro Cultural Vidal Ramos propõe realizar atividades fazendo um paralelo entre o acervo especializado da biblioteca e a ocupação do edifício histórico, promovendo a realização de debates, oficinas, brincadeiras e visitas interativas no espaço.
Será realizado uma oficina com assessoria da arquiteta e mestre em patrimônio cultural professora Lilian L. Fabre Santos e a historiadora Suzane Faita sobre a história de Lages do final do século XIX e início do século XX, abordando figura política de Vidal Ramos que dá nome ao edifício, a restauração e sua arquitetura.

Criação artística coletiva “Jogo do Vidal” baseada no tema principal e fazendo relação com o acervo de artes presente na biblioteca, comandada pela artista visual Graziela Coelho Vieira.
No decorrer da semana o público poderá participar de atividades interativas na biblioteca, rodas de leitura e do “Jogo da Vidal”, utilizando-se do acervo sobre história da região; Visitas guiadas nas galerias de arte e no prédio histórico, exposições de arte: Arte na Cidade – Mostra Capelas e Memórias da Marcenaria e exibição do documentário “A Batalha de São Bráz”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios