DestaqueRS

Sobradinho será referência em parto para cinco cidades

A regionalização do parto foi tema de discussão entre as gestões estadual e municipais da região do Vale do Jacuí, na tarde desta segunda-feira (25). A secretária da Saúde, Arita Bergmann, recebeu em seu gabinete prefeitos e secretários de saúde de Sobradinho, Ibarama, Passa Sete, Estrela Velha, Arroio do Tigre e Segredo, assim como o diretor do Consórcio Intermunicipal do Vale do Jacuí e o diretor do Hospital Filantrópico São João Evangelista, de Sobradinho.

Durante o encontro, ficou definida a execução de um aditivo ao contrato do governo do Estado com o hospital, desde que cumpridos todos os requisitos técnicos para que a instituição se torne referência em partos. Além disso, passará a receber mais 55 internações por mês em diferentes áreas, para assumir a demanda, através do Sistema Único de Saúde (SUS), que até o momento eram realizadas pelo Hospital Doutor Homero, também em Sobradinho.

Publicidade

Com o aditivo, São João Evangelista poderá comprar o restante dos equipamentos que faltam no local. A maternidade do hospital passou recentemente por obras e vistoria da vigilância sanitária do município. A entidade realiza cerca de 35 partos por mês, pagos pelos municípios da região via consórcio.

O Hospital São João Evangelista será referência em parto para cinco municípios da região: Sobradinho, Lagoa Bonita do Sul, Passa Sete, Ibarama e Segredo. As cidades de Arroio do Tigre e Estrela Velha deverão decidir, por meio de Comissão Intergestores Regional (CIR), se passarão a realizar partos também em Sobradinho ou se continuarão tendo Arroio do Tigre como referência.

Publicidade
Publicidade
Botão Voltar ao topo
Fechar