PolíciaPorto Alegre

Operação Contundência prende 12 pessoas de organização criminosa

Nesta manhã (4), a Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Repressão a Roubos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais, deflagrou a Operação Contundência, em Porto Alegre, Região Metropolitana e Litoral. O objetivo da operação foi desarticular uma organização criminosa responsável por crime de extorsão mediante sequestro, roubo a lotérica seguida de tentativa de homicídio de policiais civis, além de outros delitos contra o patrimônio.

Durante a ação de hoje, 12 pessoas foram presas, 11 delas durante cumprimento de mandados de prisão e uma delas em função do indivíduo estar na condição de foragido. Aproximadamente 80 policiais civis cumpriram 26 ordens judiciais, sendo 11 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão em Porto Alegre, Canoas, Esteio, Alvorada, Novo Hamburgo e Tramandaí, além de sequestro de veículos.

Segundo o delegado João Paulo de Abreu, a ação é uma continuidade das investigações criminais com vistas a apurar a autoria, materialidade e circunstâncias de crime de extorsão mediante sequestro e organização criminosa, ocorrido na cidade de Tapes em 2018, tendo como vítimas um funcionário de instituição bancária e familiares. O grupo também é investigado por roubo a lotérica, seguido de tentativa de homicídio contra policiais civis em Esteio.

“A investigação desenvolvida pela 1ª Delegacia de Roubos do Deic, ao longo de mais de sete meses, conseguiu evitar diversos crimes patrimoniais, prender em flagrante parte do grupo criminoso e, especialmente, produzir robusta prova sobre cada um dos membros da organização criminosa”, disse o delegado.

Ainda conforme o delegado, percebeu-se que a organização criminosa, durante o período das investigações, praticou uma série de delitos patrimoniais, bem como pretendeu praticar outros delitos de extorsão mediante sequestro, ou mesmo roubo a instituição bancária no RS, sendo devidamente impedida. “Outros fatos criminosos foram descobertos e autoria estabelecida, visto que, pontualmente alguns membros da organização criminosa se associaram a outras pessoas para o cometimento de novos delitos”, completou.

A ação teve o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico.

Disque-Denúncia: 0800-510 2828
WhatsApp e Telegram: (51) 98418-7814

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios