DestaqueSerra Gaúcha

Queijo Artesanal Serrano é patrimônio cultural imaterial em São Francisco de Paula

Durante a sessão semanal da Câmara de Vereadores de São Francisco de Paula, ocorrida na segunda feira (8), foi realizada a votação do projeto de lei que “Eleva o modo de fazer o Queijo Artesanal Serrano a categoria de Patrimônio Cultural Imaterial do município de São Francisco de Paula”.

O projeto de lei proposto pelo poder executivo teve também participação da Emater/RS-Ascar, assim como da Associação dos Produtores de Queijo Artesanal Serrano e demais estabelecimentos de produtos de origem animal de São Francisco de Paula (Aprosãochico), sendo aprovado por unanimidade.

Publicidade

Na oportunidade, a equipe da Emater/RS-Ascar do município fez a entrega de um exemplar do livro – Queijo Artesanal Serrano – Identidade Cultural nos Campos de Cima da Serra para a Câmara Municipal de Vereadores. Estiveram presentes, além dos vereadores e comunidade em geral, representantes da Aprosãochico, da Associação dos Produtores de Queijo e Derivados de Leite de Jaquirana e Cambará do Sul (Aprojac) e da Federação das Associações de Produtores de Queijo Artesanal Serrano de Santa Catarina e Rio Grande do Sul (Faproqas).

O queijo serrano é produzido de modo tradicional por produtores familiares nos Campos de Cima da Serra e Planalto Catarinense, a partir de leite cru ordenhado de vacas de raças preponderantemente rústicas e adaptadas à região. O produto tem grande importância como atividade histórica, social e econômica. A lei se apresenta como mais um passo para o reconhecimento do “saber fazer” do Queijo Artesanal Serrano, neste território que é único, e gera um produto especialmente diferenciado.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar