DestaqueSerra GaúchaVale do Sinos

Lideranças reunidas em Portão clamam pela extensão da 448

Histórias em Destaque
  • Diariamente, mais de 180 mil veículos transitam na confluência da BR-116 com a ERS-240, no Bairro Scharlau, em São Leopoldo, tornando a estrada intransitável. O tráfego intenso atrasa e onera o deslocamento de caminhões, ônibus, ambulâncias, bombeiros e viaturas policiais.

Neste sábado, 14, na RS-240 lideranças empresariais, políticas e as comunidades da Serra Gaúcha, Vales dos Sinos, Vale do Caí e Região Metropolitana, realizaram a manifestação pela extensão de 18,7 KM da BR-448. Denominado “Juntos pela BR-448”, o encontro teve como objetivo reafirmar o compromisso com o desenvolvimento, as melhorias das condições de logística e, principalmente, com a preservação de vidas no Rio Grande do Sul.

A mobilização reuniu os Deputados Federal, Lucas Redecker, Ronaldo Santini, Dionilso Marcon e Estadual Issur Koch das Frentes Parlamentares para extensão da BR-448, Presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (AMESNE) e Prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, de Portão José Renato, de Garibaldi, Antônio Cettolin e de Boa Vista do Sul, Aloisio Rizzi. Da CICs Portão, Dary Pisetti, da CICs Serra, Edson Morello, secretários Municipais, diretor da Expobento 2020, Gilberto Durante e diretoria do CIC-BG. Além de representantes do Associação dos Municípios do Vale do Caí, da Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos, Parlamento Regional, MOBI CAXIAS, CISGA, G30 SERRA, COREDE SERRA, CICS CAXIAS, CICS FARROUPILHA, CICS BENTO, Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Fiergs, Fecomércio/RS e Federasul.

Presidente da Frente Parlamentar em Apoio à continuidade da rodovia, na Assembleia Legislativa, o deputado Issur Koch destacou que “o prolongamento da BR-448 até Portão deixou de ser uma pauta do Vale do Caí para se transformar em uma pauta estadual e nacional. O Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) já foi entregue ao DNIT, mas é fundamental que reafirmemos nosso apoio à rodovia, que é uma necessidade urgente para o Estado”, disse.

O Deputado Federal, Lucas Redecker completou dizendo que o EVTEA deverá ser entregue no primeiro semestre de 2020. “Sem termos o estudo não vamos a lugar algum. Ele é uma etapa fundamental para execução do projeto, para que possamos tirar a obra do papel, seja com recursos da união ou concessões”, disse.

De acordo com estudos até 2022, se não for realizada a extensão pleiteada serão registrados mais de 83 acidentes com mortes,1.705 acidentes com feridos e 3.163 acidentes sem vítimas.

“Precisamos trabalhar unidos para dar subsídios aos coordenadores das Frentes Parlamentares, de informações, mobilizações e estrutura para que eles possam defender este pleito importante. Criamos uma condição de trabalho, execução e sucesso. O Juntos pela 448 é uma mobilização que, iniciando pela serra e se juntando com as demais regiões, que era preciso eleger uma pauta especifica. Entendemos, que a 448 garante a condição de desenvolvimento e progresso do Estado”, ressaltou o Presidente da Amesne e Prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin.

No dia 05 de dezembro, durante a LV Cúpula do Mercosul, Pasin entregou o documento com a solicitação da pauta ao Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Durante o encontro foi dado início ao abaixo-assinado que será encaminhado para assinaturas em todos Municípios solicitando o prolongamento da estrada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo