DestaqueRio Grande do SulSaúde

Surto de infecção intestinal chega ao fim, mas prefeitura segue investigando a causa em Santa Maria

Sem mais registros graves e com diminuição gradativa de casos, seguem as recomendações de higiene

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Saúde, declara o encerramento do surto de infecção intestinal datado desde o fim de dezembro de 2019. A confirmação foi feita durante entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (3) na presença do prefeito Jorge Pozzobom, do vice Sergio Cechin, do secretário de Saúde, Francisco Harrisson e do secretário adjunto Guilherme Ribas. O surto foi notificado e passou a ser acompanhado pela Prefeitura e demais rede médica do Município após a morte de dois estudantes da Escola de Educação Infantil do SESI, no bairro Patronato.

Publicidade

“Nos solidarizamos com os familiares das vítimas, com os demais pacientes e com a população de Santa Maria e, por isso, não vamos medir esforços para descobrir o que causou essas mortes. Destacamos o trabalho intenso dos profissionais da Prefeitura para evitar que mais pessoas se contaminassem e dos profissionais das redes pública e privada”, reforça o prefeito Jorge Pozzobom.

Também na manhã desta sexta-feira, foi divulgado o terceiro e último Boletim Informativo (anexo) sobre o surto de infecção intestinal. De 26 de dezembro de 2019 a 1º de janeiro de 2020, foram 1.522 registros de crianças e adultos que deram entrada nas unidades de saúde públicas e particulares com diarreia e/ou dores abdominais. Desse total, nenhum novo caso foi registrado até o momento. Além disso, nenhum desses registros tem a ver com a população escolar relacionada ao surto.

Fotos: João Alves

“A Vigilância em Saúde do Município assumiu a situação, evitando uma epidemia. Durante esse período, a população atendeu o nosso pedido para procurar as unidades de saúde em caso de diarreia e dores abdominais, o que possibilitou que a investigação fosse feita da melhor forma. Também atuamos nas coletas e recoletas de água na escola e nas entrevistas aos estudantes, familiares e funcionários da escola, que estão sendo finalizadas para que os dados sejam cruzados”, explica o secretário de Saúde Francisco Harrisson.

Ao todo, nove exames foram encaminhados ao LACEN Santa Maria/4ª CRS e os resultados apontam negativos para a presença de bactérias graves. Apesar disso, esses exames serão analisados por laboratórios da Fiocruz e da Urgs, que utilizam métodos diferentes de investigação a fim de detectar possíveis resultados diferentes. A Prefeitura reforça que os cuidados com a higiene devem ter continuidade mesmo com o fim do surto de infecção intestinal.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.