DestaqueRio Grande do Sul

Vacaria dá continuidade ao Programa de Castração de Cães de Rua

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente retomou na quarta-feira (15) o Programa de Castrações de Cães de Rua

O Programa de Castrações, que começou no mês de outubro de 2019, teve excelentes resultados nos seus 2 primeiros meses de atuação. Foram um total de 126 castrações neste período, sendo 98 fêmeas e 28 machos.

Publicidade

Segundo o Secretário Pedro Guerreiro, que tem sua Secretária a frente deste projeto, o programa terá continuidade ao longo de todo o ano de 2020. O custo para cada castração varia entre as fêmeas e os machos, sendo 350 reais para cada fêmea e 100 reais para cada macho, incluindo o pó-operatórios.

Sabendo destes valores, o programa contará também com recursos próprios do município para atender o programa durante o ano.

A OSCIP. Amigo do Bicho é parceira do programa e ajuda com a coleta e identificação destes animais, e está constantemente passando pelas ruas e bairros do município, identificando e recolhendo aqueles animais que de fato são de rua para dar seguimento com as castrações.

Quando for identificado, é dado um termo no momento da coleta dos animais, atestando que são realmente de rua, para que a três pessoas da comunidade testemunhe, assim, não correrá o risco de recolher um animal que porventura já tenha dono.

Após o recolhimento, o animal é levado até a clínica,onde é feita uma avaliação constando que aquele animal está apto para a castração.

O pós-operatório é feito na própria clínica, e o animal só é liberado quando receber alta e isso leva em torno de 7 dias para que o cachorro volte à comunidade.

Neste Período, o animal estará disponível para adoção. Caso alguém tenha interesse em realizar a adoção e dar um novo lar para o animalzinho, é pedido que entre em contato com a secretária de Agricultura e Meio Ambiente.

Importante ressaltar que os presidentes dos bairros e as testemunhas são muito importantes para a colaboração do processo, caso algum dono solte seu cachorro para ser castrado, ele será responsabilizado por estar abandonando o animal. Por isso, o termo que é assinado serve como prova de que aquele animal é realmente de rua. Se o animal for particular, o proprietário será responsabilizado e vai arcar com as despesas.

O atendimento para as adoções e identificação do local é feito através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente pelo telefone: 3231-647

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.