Publicidade
DestaqueRegião MetropolitanaSaúde

Canoas: Hospital Universitário e UPAs preparam centenas de novos leitos

Ação busca ampliar estrutura para tratar pacientes diagnosticados com Covid-19

A Prefeitura de Canoas, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realiza nesta semana a construção de estruturas de emergência que abrigarão leitos novos nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) Boqueirão e Rio Branco. Os espaços terão capacidade para atender 30 pacientes (15 em cada unidade), além de dois consultórios, sala de triagem, copa e espaço para descanso. A iniciativa vai auxiliar os cidadãos canoenses que, por ventura, tiverem sintomas mais graves de gripe, como febre alta e dificuldade respiratória.

“É importante esclarecer que os anexos exclusivos para tratamento de coronavírus permanecerão por tempo indeterminado, realizando triagens e atendendo adequadamente a população sintomática”, explica o secretário da Saúde, Fernando Ritter. Os serviços de emergência ficam ao lado, separados dos prédios das UPAs, para evitar a contaminação de pacientes que necessitarem de atendimento médico por outros motivos. O passo a passo, o fluxo de entrada e os demais cuidados de segurança serão esclarecidos pelos canais oficiais da gestão municipal nos próximos dias.

O Hospital Universitário, que aguarda a contratação de 47 profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, também receberá nova estrutura para atendimento. No último fim de semana, a Prefeitura decretou oficialmente a requisição administrativa de 4.200 m² do prédio 1 da Ulbra para implementar um hospital de campanha contra a pandemia do coronavírus. Atualmente, a capacidade do local é de 10 leitos em UTI e 20 para internação exclusivos para o tratamento da doença e estima-se que 350 outros poderão ser disponibilizados, conforme a chegada de profissionais e materiais necessários.

Segundo o prefeito Luiz Carlos Busato, a sensibilidade do novo reitor da Ulbra Canoas, Thomas Heimann, e do governo do Estado foram fundamentais para esse reforço. “O contágio do Covid-19 ocorre de forma muito rápida, por isso, estamos nos preparando para uma tempestade. Se for só uma garoa, pelo menos trabalhamos preventivamente para salvar vidas”, declarou.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar