DestaqueVale do Sinos

Esteio adia retorno da vacinação em idosos

A Secretaria Estadual da Saúde, responsável pela distribuição aos municípios das doses da vacina contra a gripe, não recebeu do Ministério da Saúde um novo lote da imunização até o início desta segunda-feira (30). Com isso, a retomada da vacinação em Esteio, prevista para esta segunda, foi adiada. A nova data de início será confirmada assim que o Município receber as doses do governo estadual.

Publicidade

Entre 23 e 26 de abril, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde aplicaram cerca de 6,7 mil doses da vacina, sendo aproximadamente 900 para profissionais da saúde e 5,8 mil para idosos, que estão sendo imunizados em casa. A medida foi adotada pela Prefeitura para evitar a circulação pela cidade de idosos, considerados como grupo de risco de contágio com o novo coronavírus (Covid-19), e eventuais aglomerações nas unidades básicas de saúde (UBS).

Importante ressaltar que não há vacinas disponíveis nas UBSs. A data para início da aplicação das doses nas unidades de saúde, prevista para esta segunda-feira (30), também foi adiada, sem previsão de nova data.

Antes do final do primeiro lote, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde conseguiram imunizar pessoas com idade igual ou superior a 60 anos em pontos do Novo Esteio, Pedreira, Tamandaré, Três Portos, Vila Osório, Centro, São Sebastião, São José, Liberdade e em uma parte do Olímpica. Quando as novas doses chegarem, a vacinação será retomada abrangendo áreas onde os agentes ainda não passaram, com o restante do Olímpica, Parque Amador, Santo Inácio, Jardim Planalto, Primavera e Três Marias, e regiões de bairros já atendidos anteriormente.

A vacina não protege contra o novo coronavírus (Covid-19). No entanto, ela é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem influenza na triagem de casos para o coronavírus e também evitar a hospitalização de pacientes com gripe, deixando os serviços de saúde livres para tratar dos casos de Covid-19.

Após a vacinação de idosos e profissionais da saúde, a segunda etapa da campanha, a partir de 16 de abril, vai imunizar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A partir de 9 de maio, Dia D de Vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.