DestaqueVale do Sinos

CDL Sapiranga faz apelo para funcionamento do comércio

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga está pleiteando junto ao poder executivo municipal que sejam adotadas medidas urgentes para retomada do comércio, ainda que seja parcial e com observação de cuidados sanitários rigorosos. O principal temor dos lojistas é o efeito avassalador que o fechamento de suas empresas têm, com demissões, risco de falências e risco de caos social. Entre os apelos estaria a possibilidade de abertura com ingresso restrito de consumidores para que os clientes consigam efetuar a quitação de carnês. A medida amenizaria o quadro econômico dos lojistas que é complicado desde o início da pandemia da covid-19.

O tema foi tratado em reunião realizada nesta quinta-feira (16) na Prefeitura de Sapiranga. Participaram do encontro a prefeita de Sapiranga, Corinha Molling; a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga, Clarice Strassburger; a executiva da CDL Sapiranga, Carla Hermann; o secretário do comércio e turismo, Marco Cassel; a secretária da saúde, Janete Hess e procuradora do município, Mirian Monteiro.

Publicidade

O objetivo da CDL Sapiranga é pleitear que o pedido de reabertura seja conduzido com a Prefeitura de Sapiranga, ao governador gaúcho para que o município adote regras mais flexíveis para o comércio.

Na última quarta-feira (15), o governador Eduardo Leite anunciou que as restrições de fechamento do comércio serão mantidas em novo decreto até o dia 30 de abril nas regiões metropolitanas de Porto Alegre e Caxias do Sul desde que observadas regras de acesso e de higiene. . Em decisão posterior, flexibilizou, porém apenas para região da serra.

Somente entre os associados da CDL Sapiranga são estimados 7.240 funcionários entre comércio, prestadores de serviço, indústria e MEI.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo