Serra GaúchaVariedades

Letícia Wierzchowski é a Patrona da 35ª Feira do Livro de Bento Gonçalves

A escritora gaúcha Letícia Wierzchowski será a patrona da 35ª Feira do Livro de Bento Gonçalves. O convite foi aceito por ela nesta terça-feira, 16, em encontro virtual com o secretário de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, e a Comissão Organizadora da 35ª Feira do Livro.

Publicidade

Letícia Wierzchowski ficou internacionalmente conhecida pela adaptação de seu livro para a série “A casa das sete mulheres”, em 2003. “É um prazer e alegria ser patrona da Feira do Livro. Uma cidade que mora no meu coração. Em outubro tenho certeza que poderei estar na cidade presencialmente e comemorar a Literatura, as histórias, o prazer que a gente pode encontrar quando entramos num bom livro”, relatou emocionada com o convite.

Participaram do encontro virtual a secretária de Educação, Iraci Luchese Vasques, a assessora pedagógica, Marli Marangoni, o gerente do Sistema Fecomércio RS/Sesc, Jacques Fachinelli, a agente de Cultura e Lazer/Sesc, Cristina Rasera, o auxiliar de Cultura e Lazer/Sesc, Isamel Sebben, e a bibliotecária da Biblioteca Pública Castro Alves, Paula Porto.

A 35ª Feira do Livro está marcada para 7 a 18 de outubro, na Via Del Vino. A temática proposta é sobre a comemoração dos 80 anos de fundação da Biblioteca Pública Castro Alves.

O secretário de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, destaca sua felicidade em anunciar a Patrona. “Nosso compromisso em sempre fomentar e valorizar a leitura e literatura é redobrado em tempos de pandemia e incertezas. Estamos felizes em ter a escritora Letícia Wierzchowski como aliada do nosso grupo nesta missão”.

As comemorações farão alegoria às Bodas de Carvalho, pois a árvore milenar produz uma das madeiras mais fortes e resistentes do mundo sendo um símbolo de força, constância e longevidade. Assim, a comemoração dos 80 anos de fundação da Biblioteca Pública Castro Alves é um momento de refletir sobre a relação duradoura do ser humano com a leitura que se inicia nos primeiros anos de vida e segue com ele ao longo de toda a sua trajetória.

Letícia Wierzchowski

A escritora estreou na literatura em 1998 com “O anjo e o resto de nós” e de lá pra cá, escreveu mais de 30 obras de ficção e literatura infantil, onde se destaca a continuação da saga das sete mulheres na Revolução Farroupilha “Um farol no pampa” (2004), “Cristal polonês” (2003), “Os Getka” (2010), “Sal” (2013), a biografia de Nelson P. Sirotsky, “O oitavo dia” (2018). Seu último título “Desaparição” foi lançado em 2019. Tem livros publicados na Espanha, Itália, Grécia e Portugal.

Letícia recebeu os prêmios de Altamente Recomendável pelo livro infantil, em 2006, por “O dragão de Wawel e outras lendas polonesas” pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, FNLIJ, bem como outros títulos obtiveram a mesma distinção em 2019, “Cristal polonês” e “O menino que comeu uma biblioteca”. Em 2009, recebeu o Prêmio Jabuti, na Categoria Infantil, por “Era outra vez um gato xadrez”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.