Rio Grande do Sul

Família de Relvado inova ao cultivar morango em substrato

Foi para diversificar a produção que a família Gusberti, de Relvado, procurou a Emater/RS-Ascar ainda no ano passado. Moradores da localidade de Cristo Rei, Nilson e a esposa Juciana têm bovinocultura de leite a sua principal fonte de renda. Após uma conversa com extensionistas e visitas a agricultores de municípios vizinhos, a decisão pelo cultivo de morango foi tomada. Sem muita experiência no assunto, Nilson foi incluído em uma turma do curso de Produção de Morango em Substrato Sem Resíduo de Agrotóxico, no Centro de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa).

Publicidade

Na capacitação, o produtor recebeu orientações diversas sobre tipos de substratos, preparo de mudas, elaboração de soluções nutritivas, manejo das plantas, controle de doenças da água e da fertirrigação e colheita e pós-colheita, que o motivaram a investir na atividade. No retorno à propriedade, acessou uma linha de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), no valor de pouco mais de R$ 25 mil, que lhe permitiu o plantio das primeiras seis mil mudas, que estão distribuídas em duas estufas de 50 metros de comprimento por cinco de largura.

Com a previsão de colheita para daqui a quatro meses, a expectativa da família – há ainda a filha Andressa e o genro Mathias trabalhando na propriedade – é de que sejam colhidas cerca de cinco toneladas da fruta, que será comercializada em feiras locais, mercados e restaurantes. O projeto segue sendo acompanhado pela Emater/RS-Ascar, por meio de convênio com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado. Caso dê certo, não está descartada a venda por meio de mercados institucionais, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Em Relvado, pode-se dizer que a família Gusberti será pioneira no cultivo de morangos em substrato para comercialização. “No município, as matrizes produtivas mais tradicionais são bovinocultura de leite, suinocultura, avicultura e produção de grãos, como, milho e soja”, atesta o extensionista da Emater/RS-Ascar, Marcelo Figueiredo Ramos, que garante haver um clima favorável para o cultivo de variedades como a Albion e San Andreas, que será adotada pelos agricultores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.