Serra Gaúcha

Bento Gonçalves: iniciam as obras no subsolo da Fundação Casa das Artes

O Projeto Repensar para Crescer contempla obras que estão sendo realizadas no subsolo da Fundação Casa das Artes desde semana passada quando foi dada a ordem de início. As intervenções estão sendo realizadas pela empresa PRO 5 Engenharia, sendo o valor do contrato de R$ 286.218,57. O cronograma de obras tem previsão de término em cinco meses.

Publicidade

O projeto está sendo executado com o financiamento da Lei de Incentivo a Cultura (LIC-RS) do Governo do Estado do RS. Patrocinam a obra três empresas do município: LNF, Cinex e Serra Inox.

A obra prevê a execução de espaços que visam ampliar a Casa das Artes e dar melhor atendimento aos artistas e comunidade em geral. Três espaços fazem parte do projeto: camarins para os artistas com banheiros e espaço de convivência, uma ampla sala multiuso que poderá receber atividades diversas, ensaios de grupos locais, exposições, palestras e pequenas apresentações, e ainda um depósito. A área total da obra é de 379,60 m².

O secretário de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, observa que “a obra era muito aguardada pela comunidade em geral e artistas”. Segundo ele, significa também uma marco histórico pois, após 30 anos do seu início, a estrutura física do prédio poderá ser considerada finalmente acabada.

“A conclusão do subsolo é o reflexo do comprometimento e acolhimento das diferentes manifestações culturais municipais, estaduais, nacionais e internacionais. Desta forma, estamos adequando de forma equitativa às demandas da sociedade e dos agentes culturais viabilizando suas incorporações progressivamente em nossas políticas públicas para a área possibilitando pleno acesso aos nossos espaços e conteúdos independente das condições físicas, sociais, sensoriais e/ou cognitivas”, ressalta Soares.

Ilustrações: Divulgação/SECULT

O empresário Darci Poletto, primeiro presidente e um dos idealizadores da Fundação Casa das Artes, recorda as dificuldades do início da construção do prédio. “Lembro que tinha que aterrar metade do terreno. Então, resolvi escavar e ganhar todo o espaço. Agora vamos ser recompensados com está obra que completa um grande sonho. A Casa das Artes é uma joia rara. Hoje não podemos imaginar Bento sem aquela obra e funcionando como está. Única no Rio Grande do Sul, como estrutura para cultura. Me sinto realizado em fazer parte desta história”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.