Publicidade
Caxias do SulNegócios

FORÇA: economia de Caxias do Sul cresce 18,2% em julho

CIC e CDL apresentaram nesta quinta-feira (17) relatório do desempenho da economia do município

Com alta de 31,9% nos serviços, 14,2% na indústria e 6,6% no comércio, a economia de Caxias do Sul cresceu 18,24% em julho, se comparada ao mês anterior. Quando a comparação é entre julho de 2020 e julho de 2019, o crescimento ainda é negativo (-0,1%), sendo que somente a indústria apresentou crescimento positivo (5,1%). No acumulado dos últimos 12 meses o desempenho é negativo em 5%. Os números do desempenho da economia de Caxias do Sul no mês de julho foram divulgados nesta quinta-feira (17) pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

O levantamento mostra ainda que o acumulado de janeiro a julho também foi negativo: menos 10,4%, com todos os três segmentos no vermelho. Para a diretora de Economia, Finanças e Estatística da CIC Maria Carolina Gullo, o desempenho da economia de Caxias do Sul em julho, se comparado a junho de 2020, teve a terceira elevação consecutiva, com todos os setores apresentando desempenho positivo. Maria Carolina salientou que, em relação à alta de 31,9% nos serviços, no mês de julho cerca de 10% a 15% do imposto recolhido refere-se ao mês de abril, devido à prorrogação do Simples.

Publicidade

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho ainda apresentou retração, com o corte de 280 empregos com carteira assinada, a maioria nos serviços. No acumulado de 2020, a redução nos empregos é de 8,6%, com 6.910 vagas a menos. O comportamento de queda se verifica ainda nos últimos 12 meses, quando os postos de trabalho em Caxias do Sul caíram 10,4%. “O mercado de trabalho continua apresentando saldo negativo de vagas, ainda que em números menores”, destacou Maria Carolina. O total de empregos com carteira assinada em Caxias do Sul, em julho, é de 143.752.

>>> Relatório completo do desempenho da economia caxiense JUL 2020

Comércio exterior

O saldo da balança comercial registrou alta de 68,3% em julho em relação a junho, com exportações crescendo 26% e as importações caindo 11,6%. No acumulado de janeiro a julho, o saldo foi negativo em 5,3%. “O desempenho das exportações no mês de julho foi o melhor dos últimos seis meses e, aliado a esse bom desempenho, as importações diminuíram em relação ao mês de junho, o que resultou em um saldo na balança comercial maior do que o mês anterior e o melhor de 2020”, analisou a diretora da CIC Caxias.

O Chile, com 26%, aparece na primeira posição entre os principais destinos das exportações caxienses. Em seguida vêm Estados Unidos, México, Argentina e China. Já a China, com 41%, continua o principal país de origem das importações locais em julho. Logo após aparecem Estados Unidos, Itália, Alemanha, Suécia e Índia.

Também participaram da coletiva de imprensa o presidente da CIC, Ivanir Gasparin, o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Astor Schmitt, o vice-presidente Financeiro da CDL Caxias, Rui Cassina, e o assessor de economia e estatística da CDL Caxias do Sul, Mosár Leandro Ness.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo