Publicidade
Serra Gaúcha

Gramado tem vacinação bem abaixo da meta de cobertura

Mesmo com o Dia D ocorrido no sábado em três unidades de saúde (UBS Centro, ESF Vila Olímpica e UBS Caic), a cobertura vacinal, até o momento, está bem abaixo da meta. A Vigilância Epidemiológica informa que 607 crianças e adolescentes compareceram à vacinação em todas as salas, sendo que 334 receberam doses da multivacinação. A meta de vacinação contra a pólio é de 1.799 crianças de 0 a 4 anos, das quais 712 já foram imunizadas (somente 39,58% do previsto).

Com relação à multivacinação, 941 crianças e adolescentes colocaram em dia suas carteiras. A meta é verificar a carteirinha de vacinação de 7.091 crianças e adolescentes. Até agora foram vistoriadas e atualizadas 1.460, ou seja, 20,59% da meta.

Publicidade

Estão em andamento duas campanhas nacionais simultâneas: Vacinação contra a Poliomielite (para crianças de 0 a 4 anos) e Multivacinação para Atualização da Caderneta da Criança e do Adolescente (para crianças de 0-15 anos incompletos). Os pais devem levar a carteira de vacinação dos filhos para atualização do documento e das imunizações.

Onde fazer a vacina:

UBS Centro

  • Rua Ernesto Volk, n° 300 – Centro – Telefone: (54) 3295-7100
  • Horários: 07h30 às 11h30 e das 13h às 17h

ESF Vila Olímpica

  • Rua Leopoldo Tissot, s/n – Vila Olímpica, Várzea Grande – Telefone: (54) 3286-8479
  • Horários: 07h30 às 11h30 e das 13h às 17h30

UBS Caic

  • Rua Josias Martinho, 197 – Bairro Moura – Telefone: (54) 3286-6388
  • Horários: 08h às 11h30 e das 14h às 16h30

ESF Pórtico

  • Rua Ledovino Pante, nº 225 – Bairro Pórtico – Telefone: (54) 3286-0849
  • Horários: 08h às 11h e das 14h às 16h30

Orientações Importantes:

– Não esquecer de levar carteirinha de vacinação;

– Crianças e adolescentes deverão vir acompanhadas por 1 acompanhante apenas, visando minimizar aglomeração;

– Todos devem usar máscara, exceto crianças menores de 2 anos;

– Se possível, levar um frasquinho com álcool gel para higienização das mãos;

– Respeitar o espaçamento nas filas das salas de vacinação;

– Não deixar a vacinação para última hora. Programar sempre é a melhor opção;

– Não vacinar mediante sinais e sintomas de doenças agudas, como resfriado ou gripe. Aguardar melhora para atualizar as vacinas;

– Não comparecer na sala de vacinação se estiver em isolamento ou se algum contato domiciliar estiver com suspeita de Covid-19;

– Crianças ou adolescentes com Covid-19 deverão realizar vacinação após o isolamento, e diante ausência de sinais e sintomas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo