Publicidade
Negócios

Noruega: exportações de frutos do mar ficaram estáveis em 2020

O Conselho Norueguês da Pesca e o Ministério da Pesca e Aquicultura da Noruega divulgaram esta semana o balanço anual da indústria de frutos do mar referente ao ano 2020. Como muitos outros mercados e segmentos em todo o mundo, a pandemia provocou muitas mudanças e adaptações. O balanço do ano é positivo, o volume total das exportações de frutos do mar aumentou 2% em 2020, embora o valor tenha diminuído 1%.

“Embora 2020 tenha sido um ano muito diferente, muitas de nossas exportações de frutos do mar conseguiram superar os maiores desafios ligados à pandemia do coronavírus. Vimos o quão forte o pescado norueguês é globalmente e podemos nos orgulhar da capacidade da indústria de adaptar-se rapidamente, além de manter a forte posição que temos junto a nossos consumidores em todo o mundo”, diz Renate Larsen, CEO do Conselho Norueguês da Pesca.

Publicidade

“Estou feliz que as exportações de frutos do mar mais uma vez ultrapassaram a marca de 100 bilhões NOK em valor de exportação. A primeira vez que conseguimos isso foi em 2019, e agora repetimos esse feito em 2020, ano de pandemia. É fantástico”, indica Odd Emil Ingebrigtsen, Ministro da Pesca e Aquicultura.

“À medida em que as sociedades começaram a fechar, as exportações de frutos do mar norueguesas perderam um canal de vendas muito importante, que foi o segmento de restaurantes e hotéis. Houve desafios de logística e as vendas de frutos do mar foram em grande parte direcionadas para redes de mercearia, compras online e serviços de entrega”, diz Renate Larsen.

“A indústria merece crédito pela maneira como se adaptou às condições de mercado incertas e difíceis em 2020. Ao longo do ano, fiquei impressionado com a disposição e capacidade de adaptação em toda a indústria. Isso contribuiu amplamente para o bom desempenho das exportações de frutos do mar em todo o ano de coronavírus”, afirma Odd Emil Ingebrigtsen.

Fatores importantes

2020 foi o segundo melhor ano de todos os tempos para as exportações de frutos do mar da Noruega. Existem basicamente cinco fatores que contribuíram para esse resultado:

• Enfraquecimento da moeda local – Coroa Norueguesa

• Capacidade de adaptação da indústria

• Espécies individuais, como a cavala e o arenque, tiveram um forte crescimento

• O valor de exportação do salmão é o segundo maior de todos os tempos

• Os frutos do mar noruegueses são produtos procurados globalmente

Mercado no Brasil

2020 foi um ano exigente para o bacalhau norueguês no Brasil. “O país foi duramente atingido pela pandemia ao mesmo tempo que os baixos preços do petróleo provocaram uma desvalorização do real frente ao dólar. Porém, os estoques baixos e a proximidade da Páscoa, que é o período de vendas mais importante do bacalhau norueguês no Brasil, contribuíram para o aumento das exportações de bacalhau e saithe para o país já em dezembro, em comparação com o mesmo mês de 2019”, diz Øystein Valanes, diretor do Conselho Norueguês da Pesca ao Brasil.

Ao mesmo tempo, o valor do saithe manteve-se bastante estável em 2020 em comparação com 2019. O Brasil é um importante mercado para as exportações de saithe.

Novas tendências para os frutos do mar

“Os frutos do mar noruegueses responderam a muitas das tendências de crescimento do comportamento do consumidor, como um maior enfoque nas escolhas baseadas em valores relacionados à saúde e sustentabilidade. Esta é uma boa notícia quando esperamos que, muito em breve, teremos o fim da pandemia. O mercado de restaurantes vai reabrir aos poucos enquanto vemos que muitos consumidores aprenderam a fazer peixe e mariscos em casa”, afirma Renate Larsen.

Números das exportações de frutos do mar da Noruega em 2020 – exemplos de espécies

• Exportações de bacalhau em 2020 foram de 83.400 toneladas

• O saithe é a segunda maior espécie em volume de exportações entre os peixes brancos. As exportações em 2020 foram de 99,4 mil toneladas.

• Exportações de bacalhau fresco em 2020 foram de 172.000 toneladas

• O salmão é de longe a maior espécie medida em volume e valor. As exportações de salmão em 2020 totalizaram 1,1 milhão de toneladas. O volume de exportação aumentou 2%este ano.

• Em 2020, as exportações de truta chegaram a 71.800 toneladas. O volume de exportação aumentou 21%.

• O volume de exportação de cavala em 2020 totalizou 300.000 toneladas. O volume de exportação aumentou 26% em relação a 2019.

• O arenque experimentou forte crescimento de valor no ano passado. 316.000 toneladas de arenque foram exportadas em 2020.

• As exportações de hadoque em 2020 chegaram a 58.700 toneladas.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo