Publicidade
Vale do Sinos

Dois Irmãos sugere cogestão denominada de Bandeira Roxa

O prefeito de Dois Irmãos, Jerri Meneghetti, através da Associação dos Municípios do Vale do Sinos (AMVARS), votou pela manutenção da cogestão, decisão que será levada, nesta segunda-feira (22), pelo presidente da AMVARS, Luciano Orsi, à reunião com o governador do Estado.

No sábado (20), prefeitos já conversaram por meio virtual e definiram por recuar os protocolos da Bandeira Preta – classificação da Região 7 (Novo Hamburgo) anunciada na última sexta-feira pelo governador Eduardo Leite – ao limite da bandeira vermelha, conforme permite o Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul. Com isso, criou-se a Bandeira Roxa, regional.

Publicidade

O prefeito Jerri, assim como os demais prefeitos da AMVARS, com exceção de São Leopoldo, acredita que se a cogestão for suspensa teremos um impacto muito grande na região, pois sairemos de um protocolo mais flexível para um bem mais restrito, o que é prejudicial para a economia local e regional. “Entendo a gravidade da atual situação, mas não é fechando empreendimentos ou limitando o número de funcionários que isso será resolvido. As empresas, os prestadores de serviços e o comércio têm seguido os protocolos exigidos. Somos favoráveis pela manutenção do funcionamento desses estabelecimentos”, explica ele.

 Aulas presenciais

A volta às aulas presenciais também foi debatida pelos prefeitos. “Nós, prefeitos, não vemos sentido em impedir a continuidade ou retomada das aulas, pois todos os protocolos sanitários estão sendo seguidos”, conclui o prefeito, ressaltando que é primordial a colaboração de toda a comunidade no cumprimento dos protocolos vigentes, para vencermos o quanto antes esta guerra contra o coronavírus.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo