São Leopoldo

Professores recebem doses contra a covid-19 em São Leopoldo

São Leopoldo deu prosseguimento hoje (28) na cobertura vacinal contra a Covid-19 de professores e funcionários de escola. O ponto de vacinação escolhido foi novamente o Centro de Eventos, na avenida São Borja. Das 9h ao meio-dia, centenas de professores buscaram a primeira dose do imunizante da AstraZeneca/Fiocruz.

Entre elas, a professora Maria José Schmidt, 59 anos, que leciona na Escola Municipal Bento Gonçalves, no Morro do Paula. “Fico mais tranquila, dentro do possível. Diante de tantas incertezas, a vacina nos traz mais segurança”, ressaltou. Ela mora com o esposo no bairro Santo André. Agora ambos estão vacinados.

Até o dia de hoje, 2134 doses foram aplicadas em profissionais da educação, que além de professores abrange a área de direção, administrativo, alimentação escolar, secretaria e segurança da Educação Infantil e até o 5º ano Ensino Fundamental. O setor de educação sempre esteve no topo da lista de prioridades. A Prefeitura decidiu vacinar o grupo ainda no dia 4 de maio, utilizando doses remanescentes. No dia 15 de maio, após São Leopoldo atender as demais faixas do plano nacional de imunizações, a categoria entrou oficialmente no calendário da cidade.

Segunda dose de AstraZeneca no largo Rui Porto e antiga Unisinos

O largo Rui Porto (avenida Dom João Becker) manteve o sistema drive-thru para a aplicação da dose complementar do imunizante do laboratório AstraZeneca/Fiocruz para quem fez a primeira dose em São Leopoldo até o dia 4 de março. Na antiga Unisinos foi disponibilizada a segunda dose da CoronaVac/Butantan para quem fez a primeira dose em São Leopoldo para quem tenha completado 21 dias. São exigidos documento de identificação e a carteira de vacinação da primeira dose.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo