Publicidade
AgronegócioRio Grande do Sul

21ª Abertura da Safra de Citros de Montenegro será online

A 21ª Abertura da Safra de Citros de Montenegro acontece nesta terça-feira (1) em formato online. A atividade ocorre a partir das 19h, com transmissão pelo canal do Youtube do Rio Grande Rural e no Facebook da Emater/RS-Ascar.

A programação, toda pré-gravada em decorrência da pandemia de covid-19, terá como anfitriã a família Kehl, da localidade de Linha Fortaleza. A propriedade é administrada pela citricultora Elisandra Kehl, que atua como presidente da Associação de Citricultura do Vale do Rio Caí (Acvarc).

Para a safra desse ano a expectativa, de acordo com o extensionista da Emater/RS-Ascar Marcos Schäfer, é de que sejam colhidas no Vale do Caí 187 mil toneladas de citros, sendo 122 mil toneladas de bergamotas, 53 mil de laranjas e 10 mil de limões.

Vale do Taquari

No Vale do Taquari a previsão é de que sejam colhidas 18 mil toneladas de citros, sendo a maior parte de laranjas – cerca de 15 mil toneladas. “Na realidade, a safra deverá se desenvolver dentro da normalidade, diferentemente do que ocorreu no ano passado, quando houve redução de cerca de 35% da produção em função da estiagem”, analisa Schäfer.

De acordo com o técnico as condições para o desenvolvimento das frutas foram, até o momento, bastante favoráveis, apesar de ter havido um volume de chuvas abaixo da expectativa em meses como fevereiro e março deste ano.

“Já em maio houve uma retomada da normalidade em matéria de precipitações”, salienta. No que diz respeito à forte seca de 2020, houve antecipação da florada após o inverno, com diversas floradas acontecendo ao final da estação mais fria do ano. “E esta antecipação também faz com que a colheita de diversas variedades de citros cultivados no Caí ocorra mais cedo”, pontua.

Schäfer também ressalta o fato de não ter havido eventos extremos como geadas tardias, granizo ou excesso de chuvas que pudessem comprometer o desenvolvimento dos frutos. Até o momento, a bergamota da variedade Satsuma já foi colhida em sua totalidade, já estando avançadas também as colheitas das variedades Caí e Ponkam. Nas laranjas estão em colheita as variedades Céu Precoce, Umbigo Bahia e Shamout. “As demais ainda estão para ser colhidas e esperamos que as boas condições persistam para que a safra possa ser concluída de forma satisfatória”, avalia o técnico.

No Estado, a previsão é de que sejam colhidas 404,6 mil toneladas de citros, sendo 160,6 mil toneladas de bergamotas, 230 mil toneladas de laranjas – uma redução de 43,5 mil toneladas – e 14 mil toneladas de limões, sendo o Vale do Caí a maior região produtora do Rio Grande do Sul. No Estado há ainda o prognóstico de redução geral de 30% da safra nas regiões de Frederico Westphalen e Erechim, que são os maiores produtores de laranjas.

O evento é realizado pela Prefeitura de Montenegro e pela Emater/RS-Ascar, que atua vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado, com o apoio de outras entidades promotoras. Dúvidas podem ser tiradas com a equipe da Emater/RS-Ascar de Montenegro.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo