AgronegócioCaxias do Sul

Família caxiense colheu 440 sacas de milho, em dois hectares

Propriedade localizada em São Francisco da 6ª Légua alcança dobro da média de produtividade de milho, e é um exemplo bem encaminhado de sucessão no meio rural

O secretário da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Rudimar Menegotto, acompanhado por técnicos da pasta, visitou uma propriedade no interior de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, onde os produtores rurais alcançaram o dobro da média na produtividade de milho. Trata-se da família Vergani, de São Francisco da 6ª Légua, próximo a Galópolis. Com o secretário estavam o diretor de Gestão Técnica, Fernando Vissirini Lahm dos Reis, e o engenheiro agrônomo Thales Bordignon Milanesi.

Publicidade

Em dois hectares, a família colheu 440 sacas de milho (cada saca tem 60 quilos). De acordo com o agrônomo Thales Milanesi, o resultado da colheita é quase o dobro da média registrada na região. “A mecanização, o clima e o manejo adequado da cultura são fatores que contribuíram para o excelente índice alcançado”, avalia o técnico. A família também cultiva árvores frutíferas e parreirais.

Capitaneada pelo casal Joacir João e Neusa Vergani, a família é um exemplo de sucessão bem encaminhada na propriedade rural. Os filhos Everton Luís e Nilton Paulo decidiram seguir na atividade agrícola e têm planos de futuro. “Existe a intenção bem concreta de ampliar a lavoura de milho, atividade que desenvolvemos há três anos”, afirma Everton. Também credita o bom resultado à correção de solo realizada na propriedade.

Publicidade

O secretário Rudimar Menegotto e os técnicos cumprimentaram a família de agricultores. “É apenas um entre tantos bons exemplos da agricultura caxiense. Temos produtores trabalhando com tecnologias muito avançadas, principalmente na irrigação”, observa Menegotto. Para o diretor Fernando Vissirini Lahm dos Reis, o desafio é oferecer infraestrutura para as novas gerações se fixarem no meio rural. “Conhecimento e vontade elas têm de sobra”, assegura.

Publicidade
Publicidade
Botão Voltar ao topo