Publicidade
NotíciasSaúde

Vacinação contra a gripe entra na terceira fase

Ao entrar na terceira etapa, a imunização contra a gripe segue registrando baixa adesão da população. Nesta fase, a expectativa era chegar a 33 milhões de pessoas vacinadas, mas segundo o Vacinômetro do Ministério da Saúde, apesar de mais de 58,3 milhões de doses já terem sido distribuídas aos 26 estados brasileiros e ao Distrito Federal, a meta está longe de ser atingida. Em todo país, até o fechamento desta reportagem somente cerca de 22,1 milhões de pessoas haviam sido imunizadas.

Terceira etapa
A terceira e última fase da campanha começa na próxima quarta-feira (9) e abrangerá cerca de 22 milhões de pessoas. Desta vez, os alvos serão integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

Até o fim da campanha, em 9 de julho, a expectativa do Ministério da Saúde é distribuir 80 milhões de doses da vacina influenza trivalente, produzida pelo Instituto Butantan, para imunizar um público-alvo de 79,7 milhões de pessoas. Desse total, até agora, 28,3% do público foi alcançado.

Histórico
Na primeira etapa da campanha, que começou em 12 de abril, voltada para crianças de seis meses a seis anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas (que estão no período de até 45 dias após o parto), a adesão também foi abaixo do esperado. Apenas 6,9 milhões das 27,3 milhões de doses distribuídas, foram aplicadas o que representa, segundo o Ministério da Saúde, 25% de adesão.

Covid-19
Como duas campanhas de vacinação em curso simultaneamente, a da gripe e da covid-19, a orientação do Ministério da Saúde é que a vacinação contra o novo coronavírus seja priorizada nos grupos liberados para receber essa imunização. Nesses casos, a vacina influenza, deve ser tomada depois, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo