Região Metropolitana

Operação Desmanche interdita comércio de peças automotivas em Viamão

Fiscalização identificou crime ambiental, ausência de alvará, PPCI vencido e furto de energia

Um estabelecimento de comércio de peças automotivas em Viamão foi interditado na manhã desta terça-feira (29/6) na 97ª Operação Desmanche. A força-tarefa tirou de circulação cerca de 60 toneladas de sucata automotiva sem procedência.

O estabelecimento não estava regularizado no Departamento Estadual de Trânsito (DetranRS). O proprietário foi notificado, entre outros, por irregularidade ambiental, por estar com o Plano de Prevenção contra Incêndio (PPCI) vencido, por não ter alvará de funcionamento e por furto de energia. A sucata foi encaminhada para reciclagem.

A ação marcou o retorno das atividades da Operação Desmanche, coordenada pelo Departamento de Inteligência da Segurança Pública (Disp) da Secretaria da Segurança Pública (SSP), em conjunto com a Brigada Militar (BM), Polícia Civil (PC), Instituto-Geral de Perícias (IGP), DetranRS e Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS). Todos os protocolos sanitários de prevenção contra a Covid-19, com utilização obrigatória de máscara e outros equipamentos de proteção individual (EPIs), foram seguidos.

O coordenador da Força-Tarefa Desmanches, inspetor Airton Gustavo Meirelles, destaca a importância do retorno dos trabalhos. “A operação é essencial para coibir a atividade ilegal dos desmanches. Além disso, a atuação contribui na redução dos indicadores de furto e roubo de veículos”, acrescenta.

Criada em 2016 e ampliada ao longo dos anos, a Operação Desmanche aprimorou o combate à receptação e ao desmonte de veículos roubados, impedindo que estabelecimentos irregulares, ou que vendam peças sem origem identificada, continuem em funcionamento.

Uma forma de o cidadão contribuir com essas reduções e não alimentar o mercado ilegal é utilizar a ferramenta lançada pelo DetranRS para consulta de peças usadas com origem certificada: o site Peça Legal.

A plataforma de busca reúne o estoque cadastrado em todos os Centros de Desmanche de Veículos (CDVs) e permite pesquisas por tipo de veículo (carros, motos, caminhões, ônibus e outros), pelo nome da peça e também pelo modelo do automóvel.

É ainda possível filtrar por município e escolher o estabelecimento mais próximo. As peças comercializadas por estes estabelecimentos têm rastreabilidade de origem e respeitam critérios técnicos de segurança e normas ambientais para a sua seleção. Atualmente, o DetranRS tem 428 CDVs homologados e 81 empresas em processo de credenciamento.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo