Porto AlegreSaúde

Hospitais Divina Providência e Independência conquistam nível máximo de acreditação da ONA

Os hospitais Divina Providência e Independência, de Porto Alegre, alcançaram o nível máximo de Excelência de Acreditação da Organização Nacional de Acreditação (ONA), a ONA 3.

A trajetória se iniciou em 2016 e, desde então, as instituições, que fazem parte
da Rede de Saúde Divina Providência (RSDP), passaram a aprimorar seus processos,
culminando com o certificado máximo de Segurança do Paciente e
Qualidade.

A avaliação da ONA é dividida em três níveis. O nível 1 tem como foco padrões e
requisitos que envolvem segurança, o nível 2 é dedicado aos processos e à gestão
integrada, e o nível 3 atesta a excelência em gestão. De acordo com a ONA,
instituições acreditadas com o nível de Excelência (ONA 3) já devem demonstrar
uma cultura organizacional de melhoria contínua com maturidade institucional. O
selo tem validade de três anos, com visitas anuais de
monitoria.

Comprometimento

A enfermeira intensivista do Hospital Divina Providência (HDP), Naira Zanata
Soccol, que trabalha na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição há
quase 10 anos, pôde acompanhar o processo de acreditação hospitalar desde o
início. Ela salienta que o comprometimento dos profissionais fez toda a
diferença.

“Desde o início, sempre tivemos a plena participação dos funcionários, o que, no meu
ponto de vista, torna-se um dos critérios primordiais para o processo de
acreditação dentro de uma organização hospitalar. Todos nós assumimos
responsabilidades diretas e extremamente valorizadas no processo de
acreditação”, afirma.

Naira afirma que, no período, os profissionais enfrentaram muitos obstáculos em busca
do nível máximo na qualidade dos serviços prestados. “Tivemos, além de
adequações estruturais, um forte e consciente comprometimento dos profissionais
que compõem a estrutura organizacional hospitalar. Quando conquistamos o selo da
Acreditação Nível 3, nos sentimos extremamente gratos por todo o esforço
dedicado, pois a equipe tinha um único objetivo: a excelência na qualidade
de atendimento”, enfatiza.

Capacitações e engajamento

O secretário de Posto do Hospital Independência (HI), Everton Luis de Souza,
celebra a conquista, e explica que ela passa por “muitos braços”. De acordo com
ele, a certificação foi possível graças às equipes envolvidas e comprometidas,
além de ambiente favorável e organizado, com engajamento geral da administração

“Esses são pontos fortes e agregadores. Há “muitos braços” para alcançar essa meta, com
o preenchimento dos requisitos e padrões da ONA, tais como educação continuada,
treinamentos recorrentes, orientações e capacitações frequentes, comissões que
avaliam e, permanentemente, fazem redirecionamentos se necessário aos processos.
São passos importantes que permitem chegar às metas propostas”,
detalha.

O secretário enfatiza os valores da instituição como alicerces fundamentais para
as conquistas. “Os valores bem estruturados, sempre norteados pelo Carisma das
Irmãs e cuidado humanizado, são pilares indestrutíveis dessa instituição. O
Hospital Independência se enche de orgulho e satisfação de alcançar esse nível
de certificação. Sabemos que grandes conquistas precisam ser sedimentadas, mas
sabemos também que o capital humano é o alicerce da instituição”, finaliza.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo