DestaqueNegóciosTecnologia & Inovação

Seca: água da chuva mantém produção em fábrica de alimentos

Pior seca em 91 anos: M. Dias Branco garante abastecimento de suas fábricas com a reutilização da água da chuva. Unidades de Jaboatão dos Guararapes/PE, Salvador/BA e Eusébio/CE contam com o sistema. No Ceará, o abastecimento é 100% com água pluvial

Desde 1930, o Brasil não sofria tamanha crise hídrica. O baixo volume dos reservatórios, o uso excessivo da água, a falta de planejamento e o desmatamento são alguns dos fatores que levaram a essa situação. Consciente da importância da sustentabilidade e do uso consciente da água, a M. Dias Branco reutiliza as águas pluviais nas unidades localizadas em Eusébio/CE, Jaboatão dos Guararapes/PE e Salvador/BA.

Publicidade

O sistema da fábrica em Eusébio, onde fica a matriz da Companhia, está em funcionamento há mais de 30 anos e conta com uma grande estrutura civil, como tubulações, pavimentação, construção de canais e reservatório, que permite que 100% da operação produtiva da unidade seja abastecida a partir do reaproveitamento da água de chuva. “A fábrica conta ainda com um diferencial: a capacidade de armazenamento, atendendo a demanda em meses de precipitações menores”, conta Aricelma Ribeiro, gerente de Meio Ambiente da M. Dias Branco.

Como ocorre a reutilização da água pluvial?

Aricelma explica que a captação de água da chuva provém dos telhados, que é drenada por meio de tubulações específicas e conduzida por canais até o reservatório. De lá, essa água segue pelo sistema de bombeamento até a estação de tratamento, onde estará apta para consumo humano e uso produtivo.

Publicidade

Nas unidades de Jaboatão dos Guararapes e Salvador, os equipamentos adquiridos estão associados aos tanques de armazenamento e rede de distribuição, além de conjuntos motor-bombas. Em 2021, a captação de água de chuva representou 7% do consumo de água na unidade Salvador e 3%, em Jaboatão. Somente para projetos relativos ao reaproveitamento de água e reúso na fábrica de Pernambuco, foi investido, nos últimos anos, cerca de R$ 670 mil.

A M. Dias Branco possui outras iniciativas de reaproveitamento de águas pluviais implantadas, em volumes menores, reaproveitadas diretamente nos processos de refrigeração e irrigação de jardins. A Companhia estuda a expansão do projeto para outras unidades.

Sobre M. Dias Branco S. A. Indústria e Comércio de Alimentos

Fundada em 1953, a M. Dias Branco S.A. Indústria e Comércio de Alimentos é uma empresa do setor de alimentos com ações negociadas no segmento do Novo Mercado na B3. Sua história começou ainda na década de 40, quando o comerciante e imigrante português Manuel Dias Branco inaugurou a Padaria Imperial, em Fortaleza (CE), expandindo sua atuação para todo o Brasil.

Detentora de marcas líderes, sendo as principais Vitarella, Piraquê, Adria, Fortaleza, Richester e Isabela, a Companhia produz e comercializa biscoitos, massas, farinhas e farelo de trigo, margarinas e gorduras vegetais, snacks, bolos, mistura para bolos, cobertos de chocolates e torradas. Sediada em Eusébio (CE), é líder de mercado em biscoitos e massas no Brasil, entre as 10 maiores do mundo no ranking global desses segmentos por faturamento. Por meio da aquisição da Latinex, concluída em novembro de 2021, a Companhia passou a ser detentora também das marcas Fit Food, Smart e Frontera, expandindo sua posição no mercado de healthyfood, com produtos como biscoitos de arroz, pasta de amendoim, chocolates, massas feitas de milho e temperos.

Suas operações geram mais de 16 mil empregos diretos em diferentes regiões, refletindo o seu compromisso com fatores importantes para o desenvolvimento econômico e social do país. É signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e desenvolve diversas iniciativas ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Atualmente, a M. Dias Branco possui 15 indústrias ou complexos industriais, sendo que sete deles possuem estruturas de moinho de trigo. Suas unidades possuem equipamentos de última geração, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade, operando com um modelo de integração vertical que permite a produção de suas mais importantes matérias-primas, a farinha de trigo e a gordura vegetal, utilizadas na fabricação dos demais produtos. A empresa conta com mais de 30 filiais comerciais estrategicamente instalados em diferentes Estados do País, o que possibilita a presença de suas marcas em todo o território nacional, assim como em mais de 40 países em todos os continentes.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo