Norte RS

Passo Fundo beneficia protetores de animais com até R$ 700 mensais

Iniciativa quer ampliar o acolhimento de animais resgatados das ruas

A Prefeitura de Passo Fundo está credenciando novos protetores de animais para disponibilizarem lares temporários. A iniciativa faz parte do Acolhe Pet, um programa somado ao É o Bicho e que amplia o acolhimento de animais resgatados das ruas da cidade. Cada protetor poderá receber até R$ 700 mensais para os cuidados com cães e gatos.

Publicidade

A partir do credenciamento, o valor subsidiado pelo Município é de R$ 70 por animal. Cada protetor pode albergar até 10 animais pelo programa e, além de promover o acolhimento conforme a demanda da Secretaria de Meio Ambiente, firmará o compromisso de divulgar e estimular as adoções.

Para o secretário de Meio Ambiente, Rafael Colussi, com o Acolhe Pet, a Prefeitura reforça a sensibilidade das políticas municipais de proteção animal. “O Acolhe Pet é uma referência no Estado. Além de Passo Fundo, Canoas conta com uma iniciativa similar, que fornece R$ 35 por animal. Hoje, temos uma política mais próxima dos animais e dos protetores e que resulta em um acolhimento com mais carinho e cuidados. Queremos transformar o nosso programa em uma iniciativa cada vez maior”, mencionou.

Colussi enfatiza que os servidores da Secretaria estão disponíveis para auxiliar os protetores na emissão e organização dos documentos necessários. “São processos fundamentais e exigidos pela legislação. Nós estamos aqui para ajudar, pois queremos que mais pessoas façam parte do programa. Quanto mais protetores tivermos no Acolhe Pet, mais animais poderão ser acolhidos”, considerou.

Segundo o prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, este é o terceiro edital de credenciamento para protetores de animais aberto pela Administração Municipal. Os interessados deverão entregar os envelopes até as 14h do dia 19 de julho, na sala de licitações da Coordenadoria de Licitações e Contratos da Prefeitura.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo