BrasilNotíciasSanta Catarina

Mascote do Projeto ProFRANCA foi avistada no litoral do Rio de Janeiro

Temporada de Baleia-Franca começou com muitas boas-novas. A temporada de baleias-francas no litoral sul do Brasil começou mais cedo em 2022 - o primeiro registro foi confirmado ainda no mês de junho.

Até aqui, o ProFRANCA identificou várias baleias, nem todas no litoral catarinense, que representa um berçário para a espécie. As primeiras imagens captadas por Frank Santos Photographer, em 23 de junho último, revelaram duas baleias adultas em Ilhabela (SP). A análise de comparação com o Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação das Baleias-Francas, que inclui 1070 baleias, constatou que são dois exemplares novos em nosso litoral, registradas com os números B894 e B895.

Publicidade

“A temporada promete”, prevê Karina Groch, bióloga e diretora de Pesquisa do ProFRANCA. No último dia 29 de junho foi avistada uma fêmea com seu filhote em Macaé, no litoral do Rio de Janeiro, primeiro registro naquele local de uma baleia-franca, realizado por Marco Antonio Ferraz. “Esse flagrante nos entusiasmou muito, porque se trata da nossa mascote, a Zimba (foto), uma baleia muito especial para o ProFRANCA, que ilustra a logomarca do Projeto”, explica Karina. “Estávamos esperando-a desde ano passado, em função da média de intervalo de retorno trianual das baleias-francas para se reproduzir em nosso litoral – sua última aparição ocorreu em 2018. Mas desta vez o intervalo foi de quatro anos”, relata a pesquisadora, que não tem certeza se o mamífero aquático virá para a costa catarinense: “ela resolveu dar um passeio pelo litoral do Rio de Janeiro e será que ela volta para cá ou decidiu criar seu filhote pelas águas fluminenses?”

Em 30 de junho, outras duas baleias adultas foram avistadas defronte ao Centro Nacional da Baleia Franca, sede do ProFRANCA, em Imbituba (SC) – ambas sem filhotes. Uma delas já consta do catálogo, nascida em 2002 e reavistada em 2005 e 2007, nesta ocasião com um filhote. Em janeiro de 2020, ela foi identificada nas Ilhas Geórgias do Sul, uma das áreas de alimentação das baleias-francas, no extremo sul do Oceano Atlântico. A descoberta foi possível mediante a comparação de fotos aéreas do Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação das Baleias-Francas com imagens obtidas durante a expedição Braveheart, da equipe do South Georgia Right Whale Project. Esta foi a primeira vez que uma baleia franca catalogada no Brasil foi avistada em uma área de alimentação da espécie. A segunda baleia foi registrada como B895.

“Nos últimos dois anos, 55% das baleias adultas que foram fotoidentificadas eram reavistagens de anos anteriores, e 45% eram novas baleias, ainda não catalogadas, o que representa novos indivíduos que vêm ao Brasil para reproduzir”, acrescenta Karina Groch.

Quer saber onde tem baleia-franca?

O ProFRANCA informa diariamente em seus stories, no Instagram e Facebook, onde foram avistadas baleias-francas. No site do Projeto (baleiafranca.org.br) há mais detalhes sobre como são identificados os exemplares e um mapa das avistagens.

ProFranca

  • e-mail: contato@institutoaustralis.org.br
  • Instagram: @institutoaustralis
  • Facebook: @insttitutoaustralis

Via
André Seben
Fonte
PalavraCom

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo