Negócios

Cresce confiança dos empresários do ramo de serviços

Índice alcança maior nível desde meados de 2014

No mês de janeiro, o Índice de Confiança de Serviços (ICS), da FGV, teve variação de 2,7%, passando dos 89,4 pontos para os 91,8 pontos, na série com ajuste sazonal. Em relação ao mês de janeiro de 2017, o indicador registrou alta de 13,4%. O resultado do ICS foi influenciado pela alta tanto na avaliação dos empresários quanto ao momento atual quanto pela melhora nas expectativas para os próximos meses. O Índice de Situação Atual (ISA-S) teve variação de 1,3%, e passou dos 85,1 pontos para os 86,2 pontos na comparação mensal. O Índice de Expectativas (IE-S), por sua vez, apresentou alta de 3,6%, e foi dos 94,0 pontos aos 97,4 pontos. Frente ao mês de janeiro de 2017, tanto o ISA-S quanto o IE-S aumentaram, 16,9% e 10,0%, respectivamente.

Capturar 1 - Cresce confiança dos empresários do ramo de serviços

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) teve leve recuou frente a dezembro passando de 82,9% para 82,3%. Comparado deste mês com janeiro do ano passado (82,4%), o NUCI ficou estável (82,3%).

O resultado do ICS, apesar de ainda pessimista, mostra continuidade no processo de recuperação e mantem sua trajetória em direção à neutralidade (100,0 pontos). A incerteza em torno da retomada econômica pesa contra este movimento, impactando principalmente as intenções de investimento. Contudo, os indicadores que medem a satisfação com os negócios no momento corrente e a perspectiva para os próximos meses seguem melhorando mês após mês.