Novo HamburgoRio Grande do Sul

Alunos do Liberato participam de feira de ciências na Espanha

O projeto ‘Auxílio 3Di’, desenvolvido pelos estudantes da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, Mateus Jubett Birck e Igor Schneider, participa de uma feira de ciências em Barcelona, na Espanha, a ‘Exporecerca Jove’, que acontece entre os dias 22 e 24 de março.

Orientados por Lucas da Silva Machado, com coorientação de Luiz Fernando Galbarino, os alunos receberam o Prêmio Fundação Telefônica Vivo na última edição da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), considerada a maior feira do gênero da América Latina. O prêmio proporciona a participação do projeto no evento científico na Espanha.

Sobre o projeto

Tendo em vista a dificuldade de locomoção em espaços públicos que os deficientes visuais enfrentam, a pesquisa pretende, sob a abordagem da Ciência da Computação, desenvolver um protótipo de detecção de obstáculos, integrado à função de localização, a partir do acionamento de um botão de pânico, cujo sistema visa a melhorar a segurança e a mobilidade. O dispositivo foi desenvolvido a partir de sugestões fornecidas por pessoas com deficiência visual. Ele detecta obstáculos e, por meio de programação, interpreta os dados e aciona um motor ‘vibracall’ que, através de vibrações mecânicas de intensidade variável, passa a noção de distância do obstáculo para o deficiente visual.

Além disso, pode acionar um módulo cujos dados de latitude e longitude são repassados, via mensagem de texto (SMS), a um número de celular pré-cadastrado, de um familiar ou amigo. O receptor do SMS digita a informação numérica recebida no Google Maps, que a traduzirá em forma de endereço geográfico, possibilitando, assim, ajuda ou resgate à pessoa com deficiência. Após a concepção e a criação do sistema, que foi acoplado em um óculos, foram feitos testes com deficientes visuais da Associação de Deficientes Visuais de Novo Hamburgo, que aprovaram o protótipo.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo