Variedades

Netflix – Estudo da Universidade Northwestern explora as conversas iniciadas pela série 13 Reasons Why

A maioria dos adolescentes pesquisados no Brasil relatam que a vida adolescente é estressante (54%) e que a ansiedade durante a adolescência é prevalente (70%). Muitos (47%) também dizem que a depressão durante a adolescência é prevalente

Nesta quarta-feira (21), a Universidade Northwestern divulgou uma pesquisa global sobre as conversas que foram iniciadas pela série 13 Reasons Why, da Netflix. O estudo, que também inclui uma visão mais profunda sobre o Brasil, explorou temas como suicídio, bullying, violência sexual e todo o diálogo gerado, além das mudanças de comportamento em adolescentes, pais e professores com relação a estes e outros temas que estão afetando a juventude de hoje.

O Centro de Mídia e Desenvolvimento Humano da Universidade Northwestern buscou entender o papel que a série 13 Reasons Why teve em motivar conversas entre pais e adolescentes sobre temas difíceis, assim como seu efeito no comportamento e nas atitudes dos espectadores com relação a esses temas. Depois de pesquisar mais de 5000 adolescentes e pais em cinco países, incluindo o Brasil, o estudo da Northwestern descobriu que a série motivou conversas sobre assuntos difíceis.

Publicidade

Os principais resultados da pesquisa realizada no Brasil foram:

  • Aproximadamente três quartos dos adolescentes e jovens adultos relataram que tentaram ser mais atenciosos com a forma com que tratavam os outros depois de assistir à série;

  • Mais da metade dos adolescentes espectadores pediram desculpas pela forma como haviam tratado alguém; e mais de dois terços se sentiram motivados a ajudar alguém que estava deprimido, sofrendo com bullying ou que tenha sofrido uma violência sexual;

    Publicidade
  • 58% dos espectadores adolescentes afirmaram que se sentiram mais confortáveis para conversar com seus pais sobre temas difíceis;

  • 90% dos pais relataram que, após assistirem a 13 Reasons Why, conversaram com seus filhos sobre os tópicos abordados na série ; 71% dos adolescentes e jovens adultos se sentiram motivados a discutir a série e os temas relacionados a ela com seus pais.

RESUMO DA METODOLOGIA

Este estudo global foi baseado nas respostas de 5400 adolescentes, jovens adultos e pais de adolescentes dos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Brasil. O instrumento da pesquisa foi desenvolvido por Ellen Wartella, Alexis R. Lauricella e Drew P. Cingel e todos os dados foram coletados pela IPSOS Research como parte de uma pesquisa online realizada entre Novembro de 2017 e Janeiro de 2018. Este projeto foi gerenciado por Ellen Wartella, Alexis R. Lauricella e Drew P. Cingel, com análises estatísticas conduzidas por IPSOS Research e Melissa Saphir. Agradecemos a Brianna Hightower, Kelly Sheehan, Anna Dolezal, Allyson Snyder, Amy Parker e Michael Carter por sua ajuda com este projeto.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar