DestaqueNovo HamburgoRS

Novo Hamburgo: ação para prevenir o câncer de boca neste sábado

O Departamento de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo realiza, em parceria com a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo e com o Departamento de Patologia da Faculdade de Odontologia da UFRGS, a 21ª edição da Campanha de Prevenção ao Câncer de Boca. O evento ocorre neste sábado, dia 25, das 9 às 14 horas, no Espaço Albano Hartz, localizado no Calçadão Oswaldo Cruz, no Centro do município.

Durante o evento, serão realizados 300 exames de boca gratuitos para pessoas acima de 25 anos. O câncer de boca está entre os tumores mais frequentes na população brasileira. “A Campanha proporciona à população, de forma gratuita, exames da cavidade bucal com a intenção de prevenir e detectar lesões potencialmente cancerizáveis. Além dos exames realizados, as pessoas que apresentarem lesões já sairão com consulta agendada com o especialista da rede para o tratamento e acompanhamento”, explica o coordenador de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde, Darlan Rodrigues Lima.

O câncer de boca

O câncer de boca é um tumor maligno que se desenvolve a partir de lesões na região bucal com localização preferencial no lábio inferior, assoalho da boca e borda da língua. Estas lesões se manifestam através de feridas, caroços, inchaços, áreas de dormência, sangramentos sem causa conhecida, dor de garganta incessante, entre outros sintomas. Apresenta-se no seu início como uma ferida indolor aparentemente inofensiva e que não cicatriza em duas semanas. Se persistir, a pessoa deve procurar um cirurgião-dentista para mais esclarecimentos.

O câncer de boca na sua fase inicial tem cura e é de fácil diagnóstico, feito através do exame da cavidade oral, dispensando a ajuda de aparelhos mais sofisticados. Através do autoexame da boca, a pessoa conhece mais a sua boca e detecta qualquer alteração logo no início. “Ressalto a importância da Campanha no sentido de prevenir e detectar essas lesões, que se forem diagnosticadas como câncer em fase inicial, podem atingir índice de cura em aproximadamente 80% dos casos”, ressalta Lima.

O fumo e o álcool são os principais fatores de risco externo. Quanto maior for o consumo destas substâncias, maiores serão as chances de desenvolver o câncer de boca. O tabaco está associado a 90% dos casos de câncer bucal em homens e a 60% em mulheres. O álcool está associado a 55% dos casos. A exposição excessiva ao sol pode provocar não somente o câncer de pele como também o câncer bucal, principalmente nos lábios. Outros fatores são: irritação mecânica crônica (uso de próteses mal adaptadas); alimentação pobre em vitaminas e minerais (principalmente a vitamina C) e higiene bucal deficiente.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios