Gastronomia

Champagne Barons de Rothschild 2010 chega ao Brasil

O Brut Millésime 2010, champagne produzido pela família Rothschild, é um nome mítico que representa excelência e luxo no mundo. A tradição e elegância aplicadas no champagne vem da produção pelos Barons de Rothschild, união dos Châteaux Lafite, Mouton e Clarke, três ramificações de uma das famílias mais tradicionais e de maior renome dentro do mundo dos vinhos.

O Brut Vintage 2010 foi produzido numa safra excepcional para a região de Champagne. As garrafas de champagne ficam “sur latte” para maturação do precioso líquido durante 7 anos nas adegas. Essa cuvée 2010 foi produzida a partir de 50% de Pinot Noir e 50% de Chardonnay colhidas nas áreas mais nobres dos Grands Crus da Côte des Blancs e da Montagne de Reims. Depois, o vinho ficou mais 9 meses para descansar e exaltar toda a riqueza e complexidade do Chardonnay, casta emblemática do estilo dos Champagnes Barons de Rothschild.

Esse champagne distingue-se por uma bela cor dourada cristalina e seus aromas são muito expressivos, revelando frescor, delicadeza e complexidade com um conjunto de frutas frescas brancas e pimenta branca que evoluem com notas de especiarias doces e de alcaçuz. O clima e a natureza foram o segredo para um Millésime excepcional em 2010. Os melhores Chardonnays e Pinots Noirs permitiram que o Cellar Master (o Maître de Chais) criasse um corte complexo e poderoso para essa safra.

Após longo envelhecimento e uma leve dosagem, as garrafas estão presentes em aproximadamente 50 países. No Brasil, o champagne é vendido pelo Magnum Club, clube de vinhos criado por Philippe de Nicolay-Rothschild. O valor é de R$795 para público final e R$595 para associados do clube.